Plantação de Trigo

Pense bem, quantos alimentos você deve ser consumido hoje e que levaram em sua composição a famosa farinha de trigo na sua produção? Com certeza, uma de suas refeições deve ter contado com esse ingrediente, não é verdade? O trigo é tido como um dos mais consumidos cereais do mundo, em razão de sua enorme diversidade culinária, podendo ser usado na preparação dos mais variados pratos, tanto doces quanto salgados, apresentando ainda várias propriedades nutritivas.

Por isso, o trigo tem sido uma grande oportunidade para aqueles que visam iniciar um negócio próprio de plantio, ingressando no agronegócio através da plantação de trigo, já que se trata de uma das mais rentáveis atividades agrícolas do mercado. Nesse quesito, o Brasil é um dos países que mais consome, exporta e produz o trigo, tornando esse ramo um dos mais economicamente lucrativo e estável.

A plantação de trigo exige cuidados diversos, já que ele precisa de especiais condições de desenvolvimento, tais como estar num clima com temperaturas mais amenas, por exemplo.

Compreender adequadamente a maneira correta de iniciar uma plantação de trigo para depois passar a executá-la, é fundamental, já que tal cuidado pode evitar grandes prejuízos financeiros, pois o investimento não é pequeno.

Ideias de Negócios Que Contam Com um Investimento Baixo

Quer dar inicio ao cultivo de trigo, mas está em dúvida de como começar? Isso é bastante comum! Para lhe auxiliar iremos mostrar aqui algumas dicas e informações direcionadas à plantação de trigo. Confira logo abaixo:

Saiba de Onde o Trigo se Originou

Primeiramente o trigo foi cultivado no Oriente Médio, na região do Crescente Fértil. Estudiosos demonstraram que o plantio do trigo teve origem na área que corresponde atualmente à Jordânia, Síria, Iraque e Turquia. Há aproximadamente 10.000 anos, uma hibridização ou alteração aconteceu, tendo como resultado uma planta com grandes sementes, entretanto, não tinham a capacidade de se espalhar através do vento.

Aquela planta não tinha condições de se propagar como silvestre, mas, tinha a capacidade de produzir mais alimento para os homens e, foi isso que aconteceu; ela obteve maior sucesso que as demais que possuíam menores sementes e ficou sendo o descendente do trigo moderno.

Uma das principais coisas que se deve ver antes de investir em qualquer área do mercado é compreender a fundo totalmente a atividade e ainda o que será oferecida através do produto. Com isso, a primeira coisa a se fazer é entender tudo sobre o cereal. O trigo é o segundo cereal mais consumido em todo o planeta, atrás somente do arroz, tendo como característica a de ser uma gramínea, na qual o grão dá origem ao trigo, sendo usado tanto em alimentos para os seres humanos, quanto para os animais.

Curiosidades

O nome científico do trigo é Triticum aestivum. Conforme relatado, foi iniciado pelo cruzamento de diversas espécies silvestres que estavam concentradas em volta dos rios Tigre e Eufrates, na Ásia, há mais ou menos 10 mil anos a.C. Em nosso país, o cultivo se deu em fins do século XVI, no decorrer do período de colônia, chegando aqui através dos portugueses, que primeiramente o cultivaram na Capitania Hereditária de São Vicente, correspondendo atualmente ao Estado de São Paulo.

Dá mesma que os demais cereais, o trigo ainda é separado em categorias, sendo elas:

  • Trigo Comum: o mais usado em todo o mundo como alimento para o homem.
  • Triticum Monococcum: este é uma selvagem espécie e que passou a ser bastante utilizada na alimentação de animais.
  • Trigo Duro: uma das mais usadas atualmente, na culinária mundial.

Conhecer os tipos e espécies de trigo é fundamental para se alcançar os objetivos propostos. Antes de dar inicio à produção, é melhor traçar um plano de negócios e decidir qual será a fatia do mercado que pretende fazer parte, assim, pode-se comprar o trigo que seja próprio para aquela determinada categoria e, com isso, aumentar o sucesso de vendagem.

Informações

Existem inúmeras tendências no Brasil para o cultivo do trigo. O mais antigo é o plantio do cereal no Sul do país, especialmente em razão do clima que conta com temperaturas mais amenas. Porem o plantio crescente no Centro-Oeste indica que Mato Grosso e Goiás serão maiores cultivadores de trigo dentre pouco tempo.

A mais cultivada espécie de trigo é a Triticum aestivum sp., e o tempo certo de plantio varia bastante de acordo com a região em que é cultivada, a umidade, a temperatura média,  e ainda as condições do solo. Se a área a ser cultivada estiver num local com maior umidade que 75%, não é recomendado o plantio, já que com essa indicação o trigo não se desenvolverá adequadamente.

Além disso, há ainda o fator temperatura, que não pode ser superior aos 27º C, ao contrário do frio suportável, que a planta até prefere, apenas no início do cultivo. Outro problema que não pode haver durante a fase de amadurecimento do trigo, é a Geada, para que não ocorram perdas. No começo do cultivo, da mesma forma que o frio, a geada também é bem recebida.

O espaço entre uma planta e outra deve ser de 0,17 cm por m2, e precisa ser feito bem perto da superfície, com aproximadamente 02 cm. Habitua-se a cultivar em propriedades pequenas a lanço, colocando a semente e jogando por cima apenas pouca terra para cobrir. Por metro é colocada uma média de 300 sementes.

É necessário que se tome cuidado com o exagero de calor no plantio, e chuvas e geadas no começo em que está se formando o grão. Para completas informações sobre a econômica viabilidade do cultivo em sua região, busque por Institutos de Pesquisa ou faça consultas em livros especializados no plantio para seu Estado.

Tipos de Trigo

  • Trigo duro – O tipo único tetraploide usado em larga escala atualmente.
  • Trigo Comum – Espécie do tipo hexaplóide mais plantada em todo o mundo.
  • Farro – Variedade da espécie tetraploide domesticada e selvagem. Ela já fora cultivada em tempos antigos, entretanto muito pouco hoje. É do termo farro que se originou a palavra farinha.
  • Espelta – Outro tipo de trigo hexaploide cultivado em quantidades pequenas.
  • Triticum monococcum – Esta espécie é diploide e possui variedades domesticadas e selvagens. Raramente usada nos dias atuais, sendo uma das primeiras a serem cultivadas.
  • Kamut – Outro tipo de semente tetraploide também plantado em quantidades pequenas, mas com extenso comércio. Sua origem é o Oriente Médio.

O trigo é um dos cereais mais usados e mais plantados em todo o mundo. Ele é a base de muitos alimentos que nós, seres humanos consumimos. E também serve para fazer a alimentação de muitos animais. O trigo é a segunda maior cultura vegetal de todo o mundo.

Ele faz a farinha que é usada em muitos alimentos deliciosos que adoramos, principalmente as maravilhosas massas. O modo mais comum de se cultivar o trigo é nas estações como inverno e primavera, nas quais ele consegue se desenvolver melhor.

Quando o trigo é plantado, pode ser que ele precise de adubos e pesticidas, mas isso depende de cada caso, cada plantação, ele vai ser colhido quando estiver no ponto. A partir daí o destino será a moagem. Porem não é todo o trigo que vai ser moído, mas somente o endosperma, que compõem quase 80% dos grãos do trigo. Assim, depois das partes do trigo serem divididas, cada uma terá um tratamento diferente para ser usada de formas diferentes também.


Categoria(s) do artigo:
Agricultura

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *