Adubos Orgânicos e Inorgânicos

Adubos e ou fertilizantes são necessários para o plantio, para auxiliar o crescimento das plantas, de certa forma, eles aceleram esse processo, não só da vegetação, mas enriquecem o solo. Porém, não existe um único tipo de adubo, são dois: os inorgânicos e os orgânicos. A diferença fica por conta d composição de cada um deles.

O Que São Adubos Orgânicos e Inorgânicos

As matérias orgânicas servem para fazer o adubo orgânico, daí o nome, que na prática são resíduos de vegetais e de animais.

O adubo orgânico é usado nas áreas de plantio, como fertilizante, ele aos poucos vai liberando os nutrientes que se conseguem através da mistura de restos de vegetais, podemos citar como exemplos: galhos, folhas, cascas de arroz, entre outros. Ou ainda, fezes de animais, como do boi, do cavalo, da galinha, do porco, entre outros e mais a farinha de ossos.

Os adubos inorgânicos não são naturais, são aqueles químicos, isto é, produzidos graças a extração de minerais. Esse tipo de adubo é composto pelos nutrientes que as plantas necessitam que são o potássio, o nitrogênio, o fósforo, entre outros.

Para a agricultura, ambos os tipos de adubos, orgânicos ou inorgânicos, são considerados vantajosos. Para um plantio de boa qualidade é necessário que se use um ou outro, em alguns casos, é aconselhável usar ambos. Porém, ambos possuem vantagens e desvantagens como apontam os agrônomos.

Os adubos orgânicos são mais aconselhados porque são conseguidos a partir de um processo natural. O solo fica mais rico com a aplicação desse tipo de fertilizante e com isso, as plantas são mais fortes diante de pragas, doenças e climas adversos. Além disso, ele ajuda a armazenar água. 

Mais Sobre os Adubos Orgânicos

Para o equilíbrio da saúde ecológica é importante que exista esse crescimento da população de organismos vivos úteis, como as minhoscas, além de determinadas bactérias e fungos. Outra vantagem é que graças a essa população existe uma ajuda na reciclagem de toda o material orgânico que vai para o lixo.

Porém, quando falamos de adubação orgânica, estamos falando de um processo que é mais lento do que aquele que acontece no lixo. Ele é lento para fabricar e também na hora de aplicar. A decomposição do adubo para que ele comece efetivamente a dar para o solo os nutrientes é longo, e não é possível dizer exatamente. Por isso, não é possível calcular quando deve ser colocado para que os nutrientes necessários cheguem ao solo.

Outro problema que pode ocorrer é a contaminação do solo, caso, por exemplo, nas fezes dos animais estejam presentes agentes infecciosos. 

Mais Sobre Adubos Inorgânicos

Uma das vantagens do adubo inorgânico em relação ao orgânico é poder saber exatamente quando ele pode ser aplicado para se obter o melhor resultado. Além disso, ele funciona de maneira rápida, as plantas logo conseguem absorver os minerais do produto e aceleram o seu processo de crescimento.

A maior desvantagem dos adubos inorgânicos é o seu uso além da conta, que pode acabar causando prejuízos para o meio ambiente. Eles podem modificar de maneira efetiva a composição química do solo, deixando-o mais pobre e com isso diminuindo a quantidade de oxigênios e organismos vivos.

A seguir, confira em detalhes, as vantagens e desvantagens de cada um dos tipos de adubos. 

Orgânico ou Inorgânico?

Você já sabe que o adubo orgânico é conseguido do composto de materiais que são restos e de outros organismos. Depois de juntar esse material, você tem os micro-organismos que já estão no solo e fazem o “trabalho” de decompor a matéria orgânica. Dessa forma, todos os nutrientes que estavam naquele espaço podem ser “usados” pelas plantas.

Já os fertilizantes inorgânicos, na maioria das vezes, tem toda ou parcial composição feita de produtos fabricados pelo homem. A diferença de um para o outro é a escolha dos materiais e a quantidade que são colocados. Isso é feito pensando nas condições necessárias para as plantas crescerem. 

1- Fertilizantes Orgânicos

  • São menos perigosos para o meio ambiente porque os nutrientes vão sendo deixados no solo gradualmente.
  • Sendo a libertação lenta dos nutrientes, o período que eles ficam disponíveis é maior do que daqueles inorgânicos. O que exige menos aplicações.
  • O adubo orgânico é bom para auxiliar no melhoramento do solo. Pois ajuda o solo a reter mais água e também nutrientes.
  • Esse tipo de adubo também ajuda a reduzir as crostas do solo provocadas pelo vento e pela chuva e a erosão.
  • Outra vantagem se vê na melhoramento da estrutura do solo, além de dar alimento a micróbios que são de extremamente para a “saúde” do solo.
  • Esse tipo de adubo tem um cheiro ruim.
  • A principal composição dos fertilizantes orgânicos é de fósforo, potássio e nitrogênio.

2- Fertilizantes Inorgânicos

  • Esse tipo de fertilizante possui a quantidade exata dos nutrientes que são necessários para as plantas cresceram rapidamente, estarem fortes e florescerem.
  • Ao contrário dos adubos orgânicos, que são lentos, os inorgânicos dão rapidamente os nutrientes que as plantas precisam. Por isso, se o caso das suas plantas é urgente, essa é a melhor opção.
  • Os adubos inorgânicos com um tempo vão esgotar os micróbios dos seu solo, que são muito importantes para a saúde dele. O melhor mesmo é colocar matéria orgânica que pode ser esterco ou de composto para evitar que isso aconteça e equilibrar o uso do adubo inorgânico com aquele orgânico.
  • Quando a chuva fica abaixo do nível da raiz da planta pode acontecer o que é chamado de lixiviação, caso sejam usados adubos inorgânicos. Pois, o nitrogênio é sensível a esse fenômeno.
  • Quando mais adubos orgânicos você usa, mais aumenta os sais no solo e isso com um tempo começa a provocar problemas as suas plantas.

Em resumo, tanto os adubos inorgânicos quanto aqueles orgânicos fornecerão as suas plantas os nutrientes que ajudarão no crescimento delas. Porém, a decisão de escolher entre um e outro deve ser baseada acima de tudo sobre o tempo que você precisa para fazê-la crescer e também a qualidade do solo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Agricultura

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • E por isso que muitos ambientalistas defendem o uso dos adubos organicos, dizendo que eles nao causam nenhum risco ambiental. Porem, os que defendem os adubos inorganicos dizem que os organicos so sao viaveis para pequenas lavouras e que podem contaminar o solo se houver agentes infecciosos nas fezes dos animais.

    Dedicated servers 15 de Março de 2016 12:56

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *