As Baterias e Pilhas Menos Agressivas ao Meio Ambiente

Aproximadamente 1% do lixo das cidades é constituído por resíduos sólidos contendo elementos tóxicos. Lâmpadas fluorescentes, termômetros, latas de inseticidas, pilhas, baterias sem contar muitos outros itens que são jogados no lixo sem a consciência de que estes apresentam em sua composição materiais pesados ou substâncias tóxicas consideradas perigosas à saúde como cobre, mercúrio, chumbo, zinco, manganês, níquel, lítio e cádmio. Dentre esses metais os mais comuns e os que apresentam maior risco à saúde são o chumbo, o mercúrio e o cádmio.

Metais

Os metais que compõem as pilhas e baterias são os chamados bioacumulativos, ou seja, não são descartados. Estes materiais quando jogados em lixões e aterros sanitários, podem vazar e contaminar a água, ar e solo, entrando na cadeia alimentar gerando danos irreversíveis aos seres vivos.

Tipos de Baterias

Porém existem materiais usados em baterias que são menos agressivos do que outros. A bateria de mercúrio, por exemplo, é a mais nociva e era geralmente utilizada em calculadoras e relógios. Foi considerada pela EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos), uma das 20 substâncias mais prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. O mercúrio foi banido para este uso sendo substituído pelas baterias de íons de lítio.

As baterias de chumbo e de níquel-cádmio ficam respectivamente com a segunda e terceira posições. A bateria de chumbo é usada em veículos como carros, caminhões, tratores e ônibus, além de ter metais em sua composição também há uma solução de ácido sulfúrico, outra substância extremamente maléfica ao meio ambiente. As de níquel-cádmio costumavam ser utilizadas em telefones sem fio, câmeras e laptops antigos. Atualmente seu uso está diminuindo.

Niquel

As três empatadas têm baixa toxicidade, níquel metal hidreto, íons de lítio e pilhas comuns ficam em quarto e último lugar. A bateria de níquel metal hidreto é utilizada em pilhas recarregáveis, câmeras e telefones sem fio mais novos. As baterias de íons de lítio também são empregadas em pilhas recarregáveis e tem sua aplicação em computadores, laptops e celulares. Pilhas recarregáveis são mais vantajosas para o meio ambiente, já que diferentemente das comuns, elas tem um ciclo de carga e descarga que atinge de 100 a 500 vezes até que ela não consiga mais funcionar. Na fabricação das pilhas comuns, são consumidas aproximadamente 20 vezes mais energia do que ela vai dissipar em sua vida útil.

Recarregavel

O processo de reciclagem não é barato, pois necessita que os diversos componentes sejam separados mecanicamente, como os metais e as partes de plástico. Além disso, as companhias não reciclam as baterias feitas de metal barato, ou que não fazem tão mal para o meio ambiente. Sem contar que ninguém substitui, por exemplo, a bateria de chumbo porque nenhuma outra bateria citada tem uma capacidade de corrente similar.

Neto

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Gestão Ambiental

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *