Definição de Química Ambiental

A ciência ambiental conhecida como Química Ambiental pode ser definida como sendo o estudo dos sistemas compostos pela água, terra, ar, seres vivos e pelos reflexos das ações humanas sobre esses sistemas. É possível entender esses sistemas através de conceitos como Hidrosfera, Geosfera, Biosfera, Atmosfera e Tecnologia.

Atmosfera

É a fina camada de gases que cobre a superfície da Terra e que funciona como um reservatório de gases responsável por fazer o controle da temperatura do planeta. A sua função é absorver a energia e também as radiações ultravioleta que são danosas para os seres vivos. Tem ainda a função de fazer o transporte de energia para outras regiões que ficam mais longe da região equatorial. Transporta o vapor de água no ciclo hidrológico.

Hidrosfera

Consiste em toda a água da Terra.

Geosfera

Trata-se de toda a terra do planeta, contudo, a parte da geosfera que está mais envolvida nos processos ambientais é a camada que fica mais externa e que faz a interação com a atmosfera, hidrosfera e biosfera e que recebe o nome de crosta.

Biosfera

É composta pelos seres vivos do planeta. O conjunto dos seres vivos bem como os fatores ambientais que tem relação com as formas de vida recebem o nome de fatores bióticos. Os fatores que não tem relação com a vida são os chamados fatores abióticos.

Trocas de Energia

Existem interações entre os seres vivos e as esferas abióticas do ambiente, essas trocas que acontecem de matéria e energia se dão como um tipo de barganha. As trocas podem ser descritas pelos ciclos biogeoquímicos dentre os quais estão o ciclo hidrológico, ciclo co carbono, fósforo, nitrogênio e enxofre. A tecnologia também é considerada devido a grande importância que possui nos diferentes processos ambientais acarretando em processos positivos e negativos.

Área de Estudo da Química Ambiental

A área de estudos da Química Ambiental é bastante amplo e conta com as reações dos clorofluorcarbonos na estratosfera além da análise de PCBs nos sedimento oceânico. Além disso, a química do ambiente também pode estudar a química e a bioquímica dos compostos organometálicos biossintetizados pelas bactérias que são anaeróbias assim como vários outros assuntos.

Em suma podemos definir a Química Ambiental como um estudo das origens, alterações, transporte bem como os efeitos e o destino das substâncias químicas no solo, na água, no ar e também em relação a influência que a tecnologia tem nesses processos.

O Campo Profissional

Apesar de ser uma temática que tem como base de estudo a química os primeiros profissionais e pensarem nessas questões foram os biólogos e os engenheiros. Os biólogos tiveram a sua atuação no sentido de observar os impactos ambientais que eram produzidos pelos pesticidas enquanto os engenheiros foram os primeiros a pensar sobre o problema da espuma que é formada pelos detergentes aeradores de estações que fazem o tratamento de efluentes.

Apesar de não terem sido os químicos os primeiros a olhar para esse campo de atuação hoje em dia eles estão cada vez mais presentes nessa área. Muitos profissionais da Química tem buscado trabalhar na resolução de problemas ambientais. Aliás, um reflexo disso é que muitas universidades estão oferecendo o curso superior de Química Ambiental.

Com a criação dos cursos superiores foi possível o surgimento de vários pesquisadores e linhas de pesquisas interessantes sobre problemas que fazem parte do nosso dia a dia e que precisam ser vistos com mais atenção. As indústrias estão abrindo as suas portas para esses profissionais da Química Ambiental uma vez que eles podem ser de grande ajuda para reduzir os impactos das atividades industriais no meio ambiente.

Nova Química

Uma coisa que é importante de esclarecer é que a Química Ambiental não é uma forma da Química tradicional, pois realmente se trata de uma nova área que tem os seus desafios e dificuldades. Como essa química se ocupa dos sistemas naturais trabalha com problemas que passam por outras áreas de conhecimento como as de problemas ambientais.

Sendo assim podemos observar que os processos químicos não têm mais um distanciamento da realidade. Atualmente, é necessário utilizar outras ferramentas para que seja feita a compreensão da nova química, mas sempre com base nas ferramentas que a química tradicional nos deu.

Novas Áreas de Conhecimento

Quem escolheu a química ambiental como área de atuação deve ficar atento a necessidade de ter novos conhecimentos, de outras áreas. Não que seja necessário ser especialista em várias outras áreas, mas ter um pouco de conhecimento de outras especialidades que complementam a sua.

Quanto mais multidisciplinar você for nessa área melhor, pois é sempre importante completar os conhecimentos da química tradicional com os conhecimentos de biologia e também da tecnologia. Essa área da química trabalha com algo que é muito importante, o cuidado com o planeta e com o seu futuro.

Contar com uma boa equipe multidisciplinar também ajuda a tornar o trabalho mais simples e fácil no dia a dia. A química ambiental tem como foco atuar nos diferentes sistemas e pode ser muito mais fácil quando a pessoa busca conhecer novas áreas de conhecimento.

Futuro

Formar-se em Química Ambiental pode ser uma boa ideia para quem deseja ter uma profissão do futuro. Como esse profissional é habilitado e preparado para trabalhar com a destinação de resíduos das indústrias pode ter um ótimo futuro na indústria. Cada vez mais as empresas precisam cuidar da correta destinação dos resíduos que produzem e estão se empenhando em encontrar formas de serem mais sustentáveis.

Uma carreira que ainda não tem muitos profissionais e que tem muitas vagas disponíveis no mercado de trabalho. Quem procura por uma área que ofereça boas oportunidades de crescimento pode encontrar na Química Ambiental.

Pode ser um bom investimento de carreira para o futuro, pense e conheça mais sobre os cursos dessa área quem sabe um deles é exatamente o que você deseja para uma carreira completa. Uma das áreas de atuação que exige profissionais mais preparados e com boa qualificação.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Gestão Ambiental

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *