Diferença Entre a Agricultura Tradicional e a Moderna

Com certeza você já ouviu falar sobre agricultura e também sabe o que significa não é verdade? Se ainda está confuso sobre exatamente o que é agricultura, essa atividade nada mais é do que o conjunto de técnicas que utilizamos no cultivo de plantas. Quando falamos de agricultura, muitas pessoas pensam que a atividade engloba apenas o cultivo e a cultura de plantas e na verdade, outras atividades como a obtenção de energia, medicamentos, ferramentas, fibras, matéria prima para roupas e qualquer outra ação do tipo, também é englobada pela agricultura.

Agricultura

Agricultura

Então a partir de agora você saberá que um agricultor não é somente aquele que semeia e colhe plantas e sim, quem trabalha na atividade em geral. A ciência que estuda a agricultura e suas técnicas é a agronomia. Como a atividade é muito ampla, foi necessário dividir em setores e tipos cada uma das funções que a agricultura exerce. Por exemplo, existem dois tipos de agricultura muito importante e que vamos entender melhor aqui nessa nossa conversa: a agricultura tradicional e a agricultura moderna.

Fez-se necessário essa divisão porque com a modernização e a chegada das máquinas nas áreas de cultivo, houve, em alguns casos o acompanhamento da modernidade, porém existem ainda muitos cultivos que são feitos de forma tradicional ou por opção, ou por necessidade, já que algumas frutas, verduras e sementes precisam ser tratadas mais delicadamente.  Então para que você não tenha mais dúvida quando ouvir sobre agricultura moderna e tradicional, nós vamos conhecer cada uma delas separadamente e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Imagem de Amostra do You Tube

Agricultura Tradicional

A agricultura tradicional é a forma mais antiga dessa atividade. Esse conjunto de atividades já vem sendo praticada há milhares de anos e teve início com os camponeses das antigas civilizações e pelas comunidades de índios ao redor do mundo. A agricultura tradicional defende o uso da mão de obra direta, ou seja, aquela que não há intervenção de nenhum maquinário, assim como priorizam o uso de recursos naturais no desenvolvimento da atividade.

Uma das grandes características da agricultura tradicional, é que essa divisão da atividade é feita em pequenas propriedades e geralmente são destinadas apenas a subsistência das famílias que praticam o cultivo. Basicamente as famílias do campo ou as aldeias de índios semeiam, cultivam, distribuem de acordo com cada fim e dessa forma o lucro obtido é entre eles mesmos ou para pequenas quantidades de produtos comercializados, nada feito em larga escala.

O solo também recebe um tratamento diferenciado nesse tipo de agricultura, pois não é utilizado nenhum tipo de veneno ou composto que acelere a produção das sementes plantadas. Mesmo com o avanço que teve há alguns anos atrás, a agricultura tradicional ainda vem sendo preferida entre muitos justamente por não conter nenhum tipo de agrotóxico, o que favorece uma boa qualidade de vida, por produtos mais sadios. Além de resultar em produtos mais saudáveis, a ausência de produtos químicos também ajuda a não deixar o solo infértil para outras plantações.

Imagem de Amostra do You Tube

A agricultura tradicional em algumas regiões também é chamada de agricultura de subsistência porque nesses locais são usadas técnicas mais antigas, mais ancestrais e passam dessa forma, a depender totalmente das condições naturais tanto da obtenção da matéria prima, como de seu consumo. Diante isso, existem algumas características importantes, como por exemplo:

  • Alta porcentagem da população que pratica a agricultura tradicional, que em países menos desenvolvidos ultrapassam os 70%.
  • Não existe nenhum tipo de maquinário nessa atividade, sendo ela totalmente manual ou com o auxílio de animais.
  • Produção feita quase que totalmente para uso próprio já que não existe estrutura para exportação e quando isso acontece, sempre é feito em pequena escala.
  • A prática da policultura, que é o cultivo de diversos tipos de sementes que atendem a todas as necessidades de uma família ou um grupo destas.

Agricultura Moderna

Totalmente inversa a agricultura tradicional, vamos encontrar a agricultura moderna. Então podemos concluir que esse tipo de atividade é a prática do exercício agricultor, porém muito mais elaborado e estruturado quando se fala em maquinários e planejamentos. A agricultura moderna surgiu na Revolução Industrial, e tem por objetivo principal abastecer diversos comércios, assim como acelerar o desenvolvimento das sementes cultivadas.

Com a chegada da agricultura moderna, não só vantagens apareceram. Para começar, os pequenos agricultores foram praticamente esmagados pelas grandes plantações e produções a base destas, a distribuição também fez com que o pequeno lucro com exportação que os antigos camponeses tinham fosse para o espaço, já que esses novos conseguiam exportar muitos produtos em um pequeno espaço de tempo e por um custo relativamente vantajoso, em vista da primeira técnica. Em compensação, o uso de fertilizantes aumentou de uma forma, que os produtos também apresentavam qualidade inferior, já que tinham deixado de ser tão naturais como antes.

Países como o Japão, Nova Zelândia, Austrália, Argentina, África do Sul e grande parte dos que pertencem a América do Norte, por serem locais industrializados, passaram a ter um maior destaque para a agricultura, coisa que não existia antes dessa evolução. Assim como a agricultura tradicional, a agricultura moderna possui algumas características importantes. Vamos conhecê-las.

Saiba Mais

Saiba Mais

  • Agricultura de mercado: esse tipo de agricultura é voltada para gerar o maior lucro possível para agricultores. Os agricultores são mais bem treinados e conhecem diversas técnicas para que esse sucesso seja alcançado.
  • A agricultura mecanizada: como o nome já diz, é a prática da agricultura feita totalmente por máquinas.
  • Agricultura científica: essa agricultura passa por um estudo cientifico para que possa ser identificada a melhor forma de cultivo que vai ser feita. É nesse tipo que são utilizados os fertilizantes que aceleram o crescimento dos produtos ou até mesmo ajudam a retardar a validade dos mesmos.
  • Agricultura especializada: essa já se especializa em determinadas regiões, levando em conta o clima, o relevo, o tipo de solo quando é ou não favorável a um determinado tipo de semente, entre outros aspectos. Isso para que o cultivo seja feito da melhor forma possível e sem custo elevado tanto para quem produz como para quem consome.

Posts Relacionados

Saiba como é a agricultura no sul do Brasil e quais as espécies cultivadas. Entenda o que é a agricultura de subsistência e em que locais do Brasil ela ainda existe. Por fim, saiba se a agricultura migratória é boa para o meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>