Intemperismo: Processo Físico e Químico

A passagem do tempo pode ser observada através do estado da paisagem nos cerca, perceba que se você visitar um lugar que possui muitas rochas, por exemplo, se voltar a esse mesmo lugar alguns anos depois verá um cenário totalmente diferente. Isso é obra do processo químico e físico chamado de Intemperismo.

Saiba mais sobre o que é o Intemperismo e como ele atua transformando os nossos cenários familiares em novas paisagens e como tudo isso interage dentro do ecossistema do planeta.

Intemperismo em Rocha

Intemperismo em Rocha

O Que é o Intemperismo?

O Intemperismo é um processo que resulta em alterações físicas e químicas nas rochas e em seus minerais. Os principais fatores que geram esse processo são o clima e o relevo. Esse processo de transformação também pode ser chamado de Meteorização.

Um processo que consiste na transformação das rochas e também dos seus minerais. Exatamente por isso esse processo é um agente tão importante na formação de solos e também como modelador do relevo. É necessário que se diga que o Intemperismo é um processo que junto com a Erosão é de extrema importância para o planeta.

A formação de solos que acontecem devido a ação do Intemperismo é importante para a fixação das plantas, pois nos solos mais rochosos se mostra mais difícil que as plantas se fixem, mas nos solos menos rochosos isso se mostra bem mais simples.

Existem dois tipos de Intemperismo, o químico e o físico, saiba mais sobre cada um dos dois abaixo.

Imagem de Amostra do You Tube

O Intemperismo Químico

A principal característica desse tipo de Intemperismo é a quebra das estruturas químicas dos minerais que compõem as rochas ou mesmo o seu sedimento (o material de origem). Depois dessa quebra das estruturas químicas as rochas passam por um processo de decomposição.

O mais interessante é que a intensidade de Intemperismo depende da região em que ele está ocorrendo. Ou seja, fatores como o clima, vegetação, pluviosidade, entre outros estão diretamente ligados com o quanto de Intemperismo irá ocorrer. As regiões intertropicais são mais favoráveis para a ocorrência desse fenômeno.

Tipos de Intemperismo Químico

Dentro do grande grupo do Intemperismo Químico podemos fazer subdivisões de acordo com os agentes desse processo. Saiba mais sobre o Intemperismo de Oxidação, Hidratação, Dissolução, Hidrólise, Acidólise e Intemperismo Biológico.

Intemperismo de Oxidação: Trata-se da mudança do estado de oxidação de um elemento através da reação com o Oxigênio. Esse tipo de reação destrói a estrutura cristalina do mineral.

Intemperismo de Hidratação: Nesse processo através da incorporação da água a estrutura é formado um novo mineral.

Intemperismo de Dissolução: Trata-se da solubilização completa de minerais por ácidos.

Intemperismo de Hidrólise: Pelo fato de as rochas serem constituídas em grande parte por Silicatos quando entram em contato com a água sofrem o processo de hidrólise e disso resulta uma solução alcalina.

Intemperismo de Acidólise: Esse procedimento é a reação de decomposição dos minerais em ambientes frios, nesses casos a decomposição da matéria orgânica é incompleta e por isso mesmo forma ácidos orgânicos que diminuem de forma significativa o pH das águas e acabam complexando e solubilizando o Fe e o Al.

Intemperismo Biológico: Esse tipo de Intemperismo acontece pela ação das bactérias que produzem a decomposição biótica dos materiais orgânicos. A grande importância desse tipo de Intemperismo é que ele produz um dois solos mais férteis do mundo. Um processo bastante comum na Rússia e Ucrânia.

Ainda existe bastante discussão quanto a classificar o Intemperismo Biológico como físico ou químico, pois quando o animal pisoteia o pasto passa a se tratar de um tipo de erosão física e por isso mesmo a ação de animal, mas o “trabalho” das bactérias ainda é biológico.

Imagem de Amostra do You Tube

O Intemperismo Físico

Quando o Intemperismo é físico existe a desintegração ou desagregação das rochas, porém, as estruturas químicas dos minerais constituintes não são alteradas. Esse processo causa uma desagregação da rocha em fragmentos cada vez menores, mas com as mesmas estruturas químicas.

Porém, com o aumento da superfície de contato podemos dizer que o Intemperismo químico também é facilitado. É mais comum de acontecer o Intemperismo físico em regiões desérticas e de clima semiárido.

Tipos de Intemperismo Físico: Assim como o Intemperismo Químico o Físico também conta com subdivisões de tipos. Saiba mais sobre o Intemperismo Termal e Mecânico.

Intemperismo Termal: O Intemperismo Termal acontece devido a variação de temperaturas nas rochas e é bem comum em locais de climas secos, sejam lugares quentes ou frios. Quando a temperatura está muito quente as rochas tendem a expandir e quando faz frio se contraem. Isso enfraquece as estruturas das rochas e ajuda a fazer com que elas se fragmentem. Também temos que considerar que os minerais que compõem as rochas tem coeficientes de dilatação diferentes entre si e pior isso mesmo facilitam a fragmentação das rochas.

Intemperismo Mecânico: Esse tipo de Intemperismo acontece devido a vários fatores dentre os quais podemos destacar a dissolução de água em geleiras e também a sua cristalização em fraturas que provocam o esfacelamento dos blocos de rochas pelo aumento do volume de água da mesma.

Os sais então se precipitam e fazem com que o volume das fissuras de rochas assim como os minerais aumentem.

Os Fatores Que Influenciam o Intemperismo

Como já citamos alguns fatores tornam mais propícias as condições para a ocorrência do Intemperismo. Conheça agora alguns desses fatores e entenda melhor esses processos.

Intemperismo

Intemperismo

O Clima

Com certeza o clima pode ser classificado como o principal agente do Intemperismo, pois afinal é ele quem determina a quantidade de chuvas que atingirão as rochas bem como a temperatura do local em que as mesmas estão.

A chuva e a temperatura alteram as rochas quimicamente e os ventos, também obra do clima, produzem alterações físicas.

O Relevo

O relevo também é muito importante enquanto agente do Intemperismo, pois a sua inclinação determinará quão intenso será o contato da água das chuvas com as rochas. Nos casos de terrenos mais íngremes a infiltração da água no solo será baixo já em terrenos mais planos será maior.

Isso é importante porque quanto mais tempo em contato com a água mais reações químicas aconteceram nas rochas. Assim acontecerá o Intemperismo.

Posts Relacionados

Depois de aprender um pouco mais sobre o intemperismo, saiba mais sobre o ciclo das rochas e também sobre os diversos tipos de rochas existentes no meio ambiente. Além disso, saiba como a erosão pelo vento pode modificar os solos e as rochas.

3 comentários

  1. daniel lopes leal

    isto nao explica nada isto e um lixo vao pra puta q pariu

  2. e muito bom explica muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>