Fruto do Carvalho é Comestível?

Carvalho

Por ser uma árvore muito antiga é bastante conhecida pelo mundo todo. Essa é uma espécie do gênero Quercus, da família Fagaceae. Mais conhecida no Hemisfério norte por se apresentar em maior quantidade em lugares mais frio. Porém já mudou muito durante os anos, pois o clima, vegetação e cuidado com a terra por parte dos humanos diminuiu muito. E com isso muitas espécies se enfraqueceram.

No sul as espécies que sobrevivem são as que possuem folhagem amis perene e ao norte são as mais decadentes. Costumam se localizar em altas latitudes e em sua maioria na América e na parte tropical Asiática.

Por apresentar variações em grande parte do globo se dividiu em subdivisões para ficar mais fácil se identificas, algumas delas são Carvalho-negral, Carvalho-vermelho, Carvalho-japonês, carvalho lusitano, entre outros nomes dependendo do lugar. Existe algumas que não são catalogadas por possuírem características muito pessoais, já que são híbridas de outras.

São arvores que se modificam muito facilmente com o clima presente no local, pois ela sofre com tempestades e podem até morrer com chuvas muito forte. Isso faz com que ela seja muito utilizada pelos botânicos e geólogos para medições e observações. Mesmo sendo sensíveis há algumas chuvas muito forte, quando elas são mais fracas, ajudam a fortalecer seu enraizamento e seu tronco, ajudam também a melhorar na absorção de nutrientes do solo.

Muito da forma do Carvalho depende de como serão as atividades temporais do local. A aparência e o desenvolvimento em geral depende disso, sendo reconhecido visivelmente o esforço para se tornar firme. Por toda essa resistência, obediência aos propósitos divinos e conformação existe muita ligação dessa árvore com o espiritual e a significados simbólicos. Na cultura celta é conhecida como uma verdadeira divindade, na idade média, nenhuma celebração desse povo era feita sem que houvesse uma folha de carvalho.

Para os gregos, a árvore era o símbolo de Zeus, o deus mais poderoso para eles.  Muito da mitologia grega era baseada na árvore, até alguns oráculos presentes eram feitos no centro de uma carvalho, o qual ajudava a entender algumas perguntas que assombravam a época. Toda resposta vinha em forma de barulhos da arvore e de pássaros, que apenas os sacerdotes conseguiam interpretar. Para os povos antigos germânicos, o Carvalho era considerado a árvore de Thor, o Deus do trovão para eles.

Isso mostra que ela tenta sempre crescer, sem desanimar e consegue através dos próprios obstáculos. Por isso é considerado uma arvore milenar, que está enraizada muito firmemente nos lugares que habitam.

A madeira produzida pelo Carvalho é muito resistente e altamente forte.  Por ser uma árvore de muita longevidade, se tornou brasão de muitos povos. Atualmente é símbolo de países como França e Alemanha.

Era utilizada para construções de casas, barcos, barris, entre outros. Os barris de carvalho sempre foram muito utilizadas para bebidas alcoólicas, pois além de armazenar com qualidade, muitos diziam que melhorava o sabor das mesmas. Os vinhos são as bebidas que mais utilizam esse tipo de barril até os dias atuais.

O Fruto

O fruto do Carvalho é conhecido como bolota, vindo da língua árabe, existem outras árvore que possuem frutos com o mesmo nome, que seria a azinheira e o sobreiro. Ambas árvore muito presentes em Portugal.

Os porcos são criados em bosques e florestas que possuem carvalhos, muitos desses porcos possuem um tamanho muito bom para se tornar presunto.

Os povos da península Ibérica até o século XXI utilizavam as bolotas para produzir farinha usada no pão. Em Portugal, a bolota também era e ainda é usada para pratos típicos, a partir dessa utilização já existe estudos sobre alguns benefícios alimentícios, medicinais e cosméticos. Existem relatos contam sobre a utilização da bolota triturada e amassada para curar doenças sexualmente transmissíveis.

O gosto da bolota depende muito da espécie do carvalho, os brancos são mais doces do que os vermelhos. Quando a bolota apresenta um gosto mais amargo é que ela possui uma quantidade maior de ácidos tânicos, esses ácidos são muito perigosos para animais que se encontram em lugares que existem o carvalho.

Se for dado para os animais, é necessário apenas colocar as bolotas na água, deixar elas cozinharem e deixar um pouco de molho. Nas espécies que possuem frutos doces, elas podem ser utilizadas como alimento crua mesmo. Pode ser usada também em doces, sopas e está incrementada em pratos típicos não só de Portugal, mas também da Coreia, Japão.

Esse ácido presente na bolota ao ser extraído pode ser usado nas indústrias que produzem couro para deixa-lo mais resistente. Ele também pode ser usado em óleo de massagem por possuir diversas propriedades boas para o corpo. Em algumas espécies pode ser retirado a cortiça da casca, as quais são muito utilizada para fabricar as rolhas.

Em alguns países onde existem grandes florestas de carvalho, como na França e Croácia, as trufas do carvalho são muito colhidas. As trufas são fungos comestíveis que podem ser vendidos a preços muito alto. Para a coleta, são utilizados até cães para farejar.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Flora

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *