Rios que Correm na América do Sul

Com uma extensão de 17 819 100 km², o subcontinente da América do Sul, possui cerca de 12% da superfície terrestre do planeta e abriga em torno de 6% da população mundial. Está unido a América Central por meio do istmo do Panamá e se separa da Antártida através do Estreito de Drake. Do Mar do Caribe até o cabo Horn possui uma extensão de 7.500 km.

Os pontos extremos de limitação do subcontinente são: Punta Pariñas, no Peru a oeste, Punta Gallinas, na Colômbia a norte e Ponta do Seixas, no Brasil a leste. Os limites de origem natural dessa porção continental são o Mar do Caribe ao norte, a oeste o Oceano Pacífico e a leste o Oceano Atlântico. O continente possui uma grande quantidade de rios, a seguir vamos falar a respeito dos principais cursos d’água do território.

Principais Rios da América do Sul

Rio Amazonas

Possui 6 992,06 km de comprimento e um número superior a mil afluentes que o tornam o mais extenso do mundo de acordo com alguns estudos, mas ainda não consenso a esse respeito. Os principais afluentes desse rio são: Negro, Madeira e Japurá. Corresponde a cerca de 20% de toda água doce em estado líquido do nosso planeta. Origina-se no do rio Apurímac (que fica no topo da parte ocidental da cordilheira dos Andes) e deságua no Oceano Atlântico através do rio Tocantins que está situado no Delta do Amazonas na região norte do Brasil.

Rio Madeira

Um dos mais importantes afluentes do Rio Amazonas, o Madeira, banha os estados de Rondônia e Amazonas. Possui extensão de cerca de 3315 km que o torna o 17° maior rio do planeta. Destaca-se por ser o habitat de uma espécie de botos.

Rio Purus

Esse curso d’água percorre os estados brasileiros do Acre e Amazonas além de território peruano.

Rio Juruá

Trata-se de um rio que nasce em território peruano e deságua no rio Solimões, no Brasil, criando um percurso de cerca de 3.000 km. Tem grande relevância por ser utilizado como hidrovia para as populações locais uma vez que é difícil a construção de rodovias.

Rio Tocantins

O curso d’água que forma o Rio Tocantins nasce na Serra Dourada, em Goiás, passando pelos estados de Tocantins, Maranhão e Pará. A foz desse rio esta situada no furo de Santa Maria que fica no Golfão Amazônico na Ilha de Marajó. Esse é o segundo maior rio completamente brasileiro ficando atrás somente do Rio São Francisco.

Rio São Francisco

O percurso desse extenso rio tem início na região centro-oeste do estado de Minas Gerais (sendo sua nascente geográfica no município de Medeiros e sua nascente histórica em São Roque de Minas) passando pelo estado da Bahia e servindo de delimitação natural de fronteira para os estados de Sergipe e Alagoas desaguando então no Oceano Atlântico.

Quando medido a partir de sua nascente histórica tem comprimento de 2 814 quilômetros, já quando medido a partir de sua nascente geográfica tem 2 863 quilômetros. Esse curso d’água atravessa 5 estados e passa por 521 municípios tendo grande relevância para o continente da América do Sul.

Rio da Prata

O Rio da Prata junto com seus afluentes (rios Samborombó, Matanza, Lujan e Salado do Sul) dá origem a uma Bacia Hidrográfica de cerca de 3 200 000 km² de superfície. Esse rio é formado pelo estuário (ambiente aquático que surge da transição de mar e rio) dos rios Uruguai e Paraná e do Oceano Atlântico. A delimitação exterior do Rio da Prata é feita por uma linha imaginária Punta del Este, no Uruguai, até Punta Rasa que fica na Argentina.

Rio Japurá-Caquetá

O nome duplo se deve ao fato de que ele é chamado de Japurá no Brasil e de Caquetá na Colômbia. O curso d’água nasce na Colômbia e banha o estado do Amazonas no Brasil. Esse é o afluente da margem esquerda do Rio Solimões. A extensão desse rio é de 2.100 km, são 1.367 km em território da Colômbia e 733 km em território do Brasil.

Rio Paraguai

Trata-se de um rio que banha quatro países: Paraguai, Brasil, Bolívia e Argentina. Sua nascente é no município de Alto Paraguai, no Mato Grosso, Brasil, é um afluente do Rio Paraná. Delimita uma fronteira natural entre Paraguai e Bolívia percorrendo 322 quilômetros no primeiro e 58 quilômetros no segundo. Torna-se navegável em Cáreres, passando por Corumbá, Mato Grosso.

Rio Tapajós

Esse curso d’água tem sua nascente no estado do Mato Grosso, passando pelo estado do Pará desaguando no Rio Amazonas ainda no último em frente a cidade de Santarém estando a apenas 695 quilômetros da capital Belém. A nomenclatura do rio se deve a uma tribo de índios que vive na região.

Rio Tietê

O famoso rio que marca presença na geografia da maior cidade da América do Sul, São Paulo, atravessa quase todo o estado homônimo com seus quase 1.100 quilômetros de extensão. A sua nascente está no município de Salesópolis que fica a somente 22 quilômetros do Oceano Atlântico. O curso d’água corre para o interior do estado de São Paulo e historicamente tem grande importância tendo sido muito utilizado por bandeirantes e índios.

Rio Juruena

Possui 1.240 km de extensão atravessando o estado do Mato Grosso encontrando o Rio Teles Pires na divisa com o estado do Amazonas. Ajuda a formar o Rio Tapajós desaguando então no Rio Amazonas.

Rio Araguaia

Esse é um curso d’água que passa pelos estados do Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Pará. A nascente desse rio está nos altiplanos que fazem a divisa entre os estados de Goiás e Mato Grosso, perto do Parque Nacional das Emas. O nome vem do termo arauay (ou araguaí) que se refere a um tipo de maracanã.

Rio Xingu

Esse curso d’água brasileiro tem cerca de 1979 km de extensão e tem seu começo no estado do Mato Grosso sendo um dos afluentes do Rio Amazonas, na altura do estado do Pará.

Rio Orinoco

Dotado da terceira maior bacia hidrográfica da América do Sul, o Rio Orinoco, passa por uma área de 880 000 km². Este é o rio mais importante da Venezuela e tem grande relevância também no território colombiano. Tem sua nascente em Serra Parima, na Venezuela, bem perto da divisa com o Brasil. Esse rio possui um braço chamado Canal Casiquiare que faz a sua interligação com o Rio Negro.

Rio Negro

Um rio que impressiona por suas águas negras, é o maior desse tipo do mundo e o segundo mais volumoso. Consiste no afluente mais importante do Rio Amazonas tendo sua origem entre as bacias Amazônica e do Rio Orinoco. A nascente desse rio está na Colômbia onde recebe o nome de Rio Guainia. Os seus afluentes mais importantes são: rio Vaupés e rio Branco.

Rio Solimões

Esse é o nome dado ao trecho superior do Rio Amazonas do ponto em que ele tem confluência com o Rio Negro até o ponto em que ele faz a tríplice fronteira do Brasil, Peru e Colômbia.

Rio Uruguai

Importante curso d’água sul-americano esse rio tem sua nascente na Serra Geral sendo o resultado da combinação dos Rios Pelotas e Canoas, na divisa entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, numa altitude de 440 metros. O Rio da Prata é a foz desse rio. Faz fronteira do Brasil com a Argentina assim como fronteira entre Argentina e Uruguai.

Rio Paraná

Trata-se do segundo maior rio do continente da América do Sul e tem sua origem da confluência do Rio Grande e Rio Paranaíba que são dois rios importantes do Brasil. O percurso total desse rio é de 4 880 quilômetros.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *