O Que tem no Fundo do Oceano?

Muitas pessoas voltam seus olhos para o céu noturno se perguntando quais são os mistérios que se escondem nas estrelas e planetas mais longínquos, no entanto, um dos maiores mistérios para o homem está abaixo (bem abaixo) dos céus, estamos falando sobre o que tem no fundo dos oceanos. Para se ter uma ideia mais homens pisaram na lua do que foram até as partes mais profundas dos oceanos. A verdade é que pouco sabemos sobre as espécies de fauna e flora que habitam essas extremas profundidades.

Profundo, Muito Profundo

Ao observar o mar num dia na praia dificilmente compreenderemos a sua dimensão e extensão extremamente profunda. A fossa das Ilhas Marianas, situada a cerca de 2.500 km a leste das Filipinas, no Oceano Pacífico, é o ponto mais profundo dos oceanos tendo sua parte mais fundo com 11.500 km abaixo da superfície do mar. Para que fique mais claro saiba que isso é o equivalente a sete vezes o Grand Canyon em profundidade.

O recorde de maior profundidade de mergulho pertence ao oceanógrafo Jacques Piccard e ao tenente da marinha Donald Walsh que a bordo de um submersível (submarino que atinge profundidades superiores) chamado Triest I, no dia 23 de janeiro de 1960, chegaram a 35.800 pés, o que equivale a aproximadamente 11 mil km, essa é a maior profundidade já registrada.

Navio no Fundo do Oceano

Navio no Fundo do Oceano

Mas, Afinal o Que Há no Fundo do Oceano?

A seguir vamos apresentar o que já foi encontrado e observado em diferentes profundidades do oceano.

Profundidade de 40 Metros

Em mergulhos 40 metros é a profundidade máxima permitida.

Profundidade de 93 Metros

Numa profundidade de 93 metros foi encontrado o Transatlântico RMS Lusitânia que naufragou na costa irlandesa no ano de 1915. É interessante mencionar que a embarcação tinha 240 metros de comprimento de maneira que se estivesse na vertical ficaria com parte acima da superfície.

Profundidade de 100 Metros

É a partir dos 100 metros de profundidade que tem início a síndrome da descompressão sendo dessa forma mortal para o ser humano.

Profundidade de 250 Metros

Era nessa profundidade que acontecia o deslocamento dos submarinos alemãs durante o período da Segunda Guerra Mundial.

Profundidade de 332 Metros

Ahmed Gabr, mergulhador egípcio, conseguiu mergulhar até essa profundidade com um equipamento de mergulho especial.

Fauna e Flora Presente no Fundo do Oceano

Fauna e Flora Presente no Fundo do Oceano

Profundidade de 500 Metros

A profundidade máxima a que pode chegar um submarino nuclear com segurança e também a profundidade máxima alcançada pela baleia azul.

Profundidade de 535 Metros

Esse é o limite de profundidade que um pinguim imperador consegue alcançar.

Profundidade de 750 Metros

É a profundidade em que se pode encontrar polvos gigantes que adquirem tonalidade avermelhada quando ficam irritados.

Profundidade de 1.000 Metros

Com a mesma pressão da superfície de Vênus, a profundidade de 1.000 metros, é onde se concentram lulas-gigantes.

Profundidade de 1.280 Metros

A tartaruga-de-couro pode mergulhar até no máximo 1.280 metros e permanecer submersa por cerca de 85 minutos.

Profundidade de 2.250 Metros

Uma profundidade que deixa marcas nas cachalotes que caçam as lulas-gigantes, esse embate produz marcas, mas também pode resultar em refeições para as primeiras.

População Marítima

População Marítima

Profundidade de 3.800 Metros

Profundidade em que está naufragado o Titanic.

Profundidade de 4.000 Metros

Área da chamada Zona Abissal em que estão algumas das espécies marinhas mais assustadoras de que se tem conhecimento como o bathypterois, chiasmodontidae e o lophius.

Profundidade de 4.267 Metros

É o ponto em que tem início a Fossa Abissal.

Fundo do Oceano

Fundo do Oceano

Profundidade de 6.000 Metros

Essa área recebeu o nome de Zona Hadal em homenagem a Hades que na mitologia é o deus do mundo dos mortos.

Profundidade de 6.500 Metros

O dispositivo DSV Alvin chega no máximo a essa profundidade, esse foi o dispositivo que ajudou a localizar o Titanic.

Profundidade de 6.762 Metros

Ponto em que se encontra o naufrágio com maior profundidade da história, do SS Rio Grande que ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial.

Profundidade de 8.848 Metros

Essa seria a profundidade alcançada pelo Monte Everest caso ele fosse mergulhado no oceano.

Profundidade de 10.898 Metros

O diretor de cinema, que foi responsável pelo filme “Titanic”, chegou a essa profundidade em 2012 num mergulho que empreendeu sozinho para gravar imagens para “Deepsea Challenge 3D”. Vale dizer que Cameron foi a terceira pessoa a mergulhar a uma profundidade de 11 mil km e o único a ter feito isso sozinho.

Coral Presente no Fundo do Oceano

Coral Presente no Fundo do Oceano

Profundidade de 10.916 Metros

Lembra que citamos Jacques Piccard e Don Walsh? Pois, essa foi a profundidade que os dois alcançaram no ano de 1960. Ao perceber que os vidros do submersível começaram a tremer após 20 minutos submersos os dois resolveram retornar para a superfície. No total esse mergulho durou 5 horas.

Profundidade de 10.994 Metros

É aqui que fica o chamado Abismo de Challenger, o ponto mais profundo já estudado dos oceanos.

Tudo isso que listamos acima compõem menos de 5% do que existe no fundo dos oceanos, o ambiente marinho profundo foi menos estudado que a superfície de Marte. Os cientistas acreditam que ainda existe muito a explorar e descobrir.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *