Como Transformar Lixo em Energia?

Desenvolvimento econômico e industrialização apresentam prêmios e preços. A crescente necessidade de energia sustentável, junto com a gravidade do problema dos resíduos da América, deixam pessoas preocupadas que necessitam de saídas corretas no aspecto ambiental e viável de maneira econômica. O mundo sofre com problemas de energia. Será necessário produzir quarenta por cento a mais de energia mundial para suprir a necessidade energética asiática.

Gaseificação de Resíduos

Um desenvolvimento conhecido está na gaseificação de resíduos. O processo usa temperaturas elevadas para converter qualquer forma de resíduos urbanos em gás sintético, também conhecido como síntese, sem queimar o material. O gás síntese pode então ser usado para coisas como a geração de eletricidade e fabricação de combustíveis líquidos utilizando como combustíveis materiais como; papel, plástico, borracha e metal.

Estrutura Mundial: Gaseificação de Resíduos

De acordo com o National Energy Technology Laboratory (NETL), uma empresa de pesquisa operada pelo Departamento de Energia dos EUA, há 18 plantas de gaseificação em operação nos Estados Unidos, cerca de 10 por cento do total do mundo. Trinta e sete por cento de todas as plantas do mundo estão na região da Ásia / Austrália, com a maior operando na China. Em 2010, Cleveland assinou acordo com a Environmental Princeton Group, empreendimento de New Jersey, para construir unidade de gaseificação de resíduos.

Problemas em OHIO

Em fevereiro, EUA deputado Dennis Kucinich expressou suas preocupações com a EPA, de acordo com cleveland.com. “A EPA Ohio tenta impor licença para o incinerador de lixo sem proteger o povo de Cleveland e o ar, a água e o solo. Eu trouxe à atenção de autoridades o pedido que minha comunidade revise a autorização de Ohio. Minhas preocupações foram confirmadas”, disse Kucinich em conferência de imprensa, de acordo com o site cleveland.com.

O vereador do Brooklyn, Tom Murphy, assinou à conferência de imprensa com a intenção de ouvir os dois lados. “É a tecnologia emergente que pode ser viável no futuro, mas não agora”, disse Murphy. “No futuro podemos olhar para esta tecnologia novamente.” Outras plantas de gaseificação de resíduos propostas que pretendem operar em Rockport (Indiana); Attleboro (Massachusetts) e Boise (Idaho), também estão encontram complicações legais.

Lixo em Energia

Lixo em Energia

Preocupações em Idaho

Os membros da comunidade em Boise levantaram preocupações sobre os possíveis riscos à saúde. Falando com NWCN.com, o residente André Gensburger comentou que sobre as preocupações que podem surgir após dez anos na estrada quê podem originar taxas de câncer na cidade, fato que pode diminuir o valor monetário das propriedades em um mercado de venda de propriedades em crise. De acordo com NWCN.com, Dynamics Energy apresentou pedido de autorização ao Departamento de Qualidade Ambiental, em Idaho, citando estudos de quinze anos sobre equipamentos similares que não produzem emissões nocivas.

Defesa da Gaseificação de Resíduos para Transformar Lixo em Energia

Os defensores da gaseificação insistem que o processo não é incineração. A principal diferença entre a gaseificação de resíduos de incineração está na produção de um gás de síntese limpa no processo de gaseificação.  A incineração representa processo de tratamento de resíduos que queima materiais para produzir calor à eletricidade. Incineração é criticada porque produz grandes quantidades de dióxido de carbono e outros poluentes.

Energia

Energia

O Conselho de Tecnologias a Gaseificação de Ohio assinala que o processo do papel poderia desempenhar diminuição da emissão de metano e reduzir o risco de contaminação das águas subterrâneas dos aterros. NETL também salienta a importância do papel de gaseificação na diminuição da água e emissões atmosféricas. De acordo com NETL, em 2006, 251 milhões de toneladas de lixo foram geradas nos Estados Unidos com 32% reciclado. A instituição afirma que a maior parte do lixo não reciclado pode ser usada na gaseificação de resíduos.

Um estudo realizado pelo Conselho Americano de Química (ACC) e Research Triangle Institute (RTI) encontraram tecnologia de energia com resíduos que oferecem benefícios ambientais e econômicos. “Este estudo é o mais recente em crescente corpo de informações que indica quê muitas das coisas vistas como lixo, na verdade, possuem tremendo potencial como fontes de energia”, afirmou o vice-presidente de Plásticos, Steve Russell, no site da ACC. “Como um complemento para uma infraestrutura robusta de reciclagem, tecnologias de conversão oferecem benefícios ambientais e redução de custos dos processos de despejo tradicional de resíduos”, afirma Russell.

As instalações de gaseificação possuem muitos dos mesmos riscos ambientais como massa de queimaduras incineradoras. Críticos dizem que a incineração pode poluir o ar e a água. Cinzas descarga tóxicos e outros subprodutos, além de produzirem odores indesejáveis. A crítica também está preocupada com plantas de gaseificação que podem comprometer a reciclagem local e os programas de compostagem. A gaseificação de plásticos baseados em petróleo contribui para os gases de efeito estufa, tanto quanto a queima de combustíveis fósseis, como carvão, petróleo e gás natural.

De acordo com o relatório, “Recuperação de Energia a partir de resíduos sólidos urbanos por gaseificação”, entregue no North American Conference Waste-to-Energy, a principal desvantagem de gaseificação de resíduos é a produção de escórias e outros compostos inorgânicos que devem ser removidos antes. O relatório confirma, no entanto, que a gaseificação converte a energia em eletricidade de forma mais eficiente, em seguida, incineração, produz menos emissões nocivas.

O relatório conclui ainda que “a gaseificação de resíduos terá mais sucesso em comunidades onde há prática de reciclagem. Este é um exemplo de que a recuperação material, através da reciclagem e recuperação de energia a partir de resíduos, é complementar ao plano integrado de gestão de resíduos.” Russell do ACC concorda, “Como um complemento para uma infraestrutura robusta de reciclagem, tecnologias de conversão oferecem benefícios ambientais e redução de custos dos processos de despejo tradicionais de resíduos.”

Gaseificação não representa solução singular para o problema da gestão de resíduos, mas deve ser usado em conjunto com programas de reciclagem e compostagem, alguns vem como um passo na direção certa. Se usado sabiamente, muitos esperam que possa servir como uma ferramenta útil para o grande quadro de sustentabilidade ambiental. E você, o que acha da implantação da gaseificação de resíduos como ajuda na busco por mundo sustentável? Deixe o seu comentário.

Artigo escrito por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Recursos Naturais

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • a energia é muito importamte pra qual quer um de nois

    estefani 4 de Abril de 2013 17:43

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *