Sementes Transgênicas: Modificações Genéticas

Atualmente, é bastante comum ouvir falar em organismos geneticamente modificados (OGMs) ou simplesmente transgênicos. Basicamente trata-se daqueles organismos que tiveram genes diferentes inseridos no seu código genético.

Saiba Mais

Saiba Mais

O processo é realizado através da transferência de um ou mais genes que são responsáveis por uma determinada característica para um organismo no qual se deseja desenvolver essa capacidade dada pelo gene.

Essa tecnologia de transferência permite uma grande gama de transferências de gene desde genes de um porco para um ser humano, de um vírus ou bactéria em milho e assim por diante. Um dos principais usos dessa tecnologia está ligado aos alimentos através da criação de sementes transgênicas.

O Que São Os Transgênicos?

Basicamente os transgênicos são organismos que passaram por técnicas de engenharia genética e assim ganharam material genético de outros organismos. O objetivo de criar transgênicos é o de dar novas e melhoradas características para o organismo original.

Uma curiosidade é que mesmo a discussão sobre transgênicos sendo recente desde e década de 70 existem experiências com DNA recombinante. A manipulação genética permite a combinação de características de um ou mais organismos de uma maneira que provavelmente não aconteceria na natureza.

Um exemplo disso é que engenharia genética permite a combinação do DNA de organismos que jamais se cruzariam na natureza de forma convencional.

Imagem de Amostra do You Tube

O Processo de Cultivo de Alimentos Transgênicos

Quando a discussão é direcionada para os alimentos e as sementes transgênicas começam as polêmicas. De início já devemos destacar que na Europa esses alimentos não são muito bem aceitos. Quase todos os países europeus tem imposto barreiras às sementes transgênicas e não se trata apenas da desconfiança pelas modificações genéticas das mesmas.

Um dos grandes problemas é o sustentado pelas patentes dessas sementes, as empresas que desenvolveram as sementes transgênicas as patentearam. Dessa forma quando o agricultor resolve comprar sementes transgênicas assina um contrato que proíbe o replantio das sementes no ano seguinte, essa prática é bem comum na agricultura.

Através desse contrato fica claro que o agricultor só pode cultivar as sementes que comprou num determinado período de tempo ficando impedido de vende-las, troca-las ou passa-las adiante. Os três países que lideram a lista dos exportadores de soja para a Europa e Japão (principais importadores) é o Estados Unidos, Brasil e a Argentina.

O Brasil tem conseguido um mercado cada vez maior por oferecer a possibilidade da compra de uma soja não transgênica devido a falta de aceitação desse tipo de grão atualmente. Talvez o maior problema que gere dúvidas em relação aos transgênicos seja o fato de ainda não ser possível afirmar que esses alimentos não causam nenhum mal para o ser humano.

Os Alimentos Transgênicos

Os alimentos que tem causado discórdia e desconfiança pelo mundo se caracterizam como sendo produzidos através de organismos cujo embrião foi modificado em laboratório. Esse embrião recebe pelo menos um gene de outra espécie, mas é possível que haja uma modificação que insira mais de um gene diferente.

Um dos principais motivos para a criação das sementes transgênicas é que as plantas se tornem mais resistente as pragas como insetos, vírus, fungos, bactérias e outros. Também existe a necessidade de tornar as sementes mais resistente a ação dos herbicidas utilizados para conter as pragas.

Saiba Quais São

Saiba Quais São

O uso exagerado de pesticidas pode ser bastante prejudicial ao ser humano e por isso mesmo poder usar menos desses produtos pelo fato de a semente ser mais resistente é algo bem interessante. Outro risco do uso excessivo de herbicidas e pesticidas nas plantações é o de criar plantas que sejam resistentes, ou seja, nas quais não os mesmos não façam mais efeito.

A poluição de terrenos e lençóis de água também é uma questão relevante quando se está falando sobre o uso de substâncias químicas para o controle de pragas. Um dos pontos positivos do uso de sementes transgênicas é a possibilidade palpável de reduzir o uso desses herbicidas ou pesticidas.

Para se ter uma ideia uma lavoura convencional de soja pode chegar a utilizar até cinco aplicações de herbicida em contraponto a uma lavoura de sementes transgênicas utiliza apenas uma aplicação de pesticidas.

A Prevalência de Culturas Geneticamente Modificadas

Estima-se que a área de cultivo de sementes transgênicas cresça a uma taxa de 10% ao ano. Para se ter uma ideia a área total plantada já é superior a 100 milhões de hectares. Os principais produtores do mundo são os Estados Unidos, Brasil, Canadá, Argentina, China e Índia.

As culturas de transgênicos mais comuns de ser encontradas são as de milho, algodão e soja. A cada dia a quantidade de lavouras de sementes transgênicas cresce no mundo e fica a pergunta se haverá algum risco futuro para a humanidade.

Imagem de Amostra do You Tube

A Polêmica

Os transgênicos são uma grande incógnita para muitas pessoas, pois alguns cientistas se posicionam contra o uso desse tipo de semente alegando que é difícil saber agora os maus que podem ser causados por esse tipo de modificação genética. Alguns mercados como o japonês rejeitam de todas as formas de sementes.

Outros mercados como os norte e sul-americanos e o asiático aceitam bem essa variedade de sementes. A Europa ainda mantêm uma certa restrição ao plantio de transgênicos, mas desde 2004 (6 anos após proibir esse tipo de cultivo) a União Europeia finalmente autorizou que os alimentos transgênicos fossem importados.

Em 2010 a União Europeia autorizou que fosse feito o plantio desse tipo de semente. Isso tudo depois de muitas solicitações dos Estados Unidos. Porém, a Europa ainda se mantêm reticente e relação a esse tipo de alimento e a batata transgênica, por exemplo, é usada para o fabrico de papel, têxteis e adesivos. Não para a alimentação.

A Polinização Cruzada

Uma das questões aventadas pelos contrários ao plantio de sementes transgênicas é a possibilidade de que essas cruzem com espécies existentes na natureza através de polinização cruzada. Pode ter resultados desastrosos a combinação de transgênicos com organismos não transgênicos. Tudo é uma grande incerteza.

Essa impossibilidade de ter 100% de certeza sobre o futuro é que o tem transformada as sementes transgênicas em verdadeiras vilãs. O tempo nos dirá muita coisa inclusive se há algum problema com esse tipo de semente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>