Energia Luminosa

Você que está sentindo ou vendo a luz solar ou a luz de uma lâmpada, está em contato com a Energia Luminosa. A luz é uma série de ondas eletromagnéticas que o olho humano pode captar. É um elemento formado por ondas e partículas e a principal fonte de Energia Luminosa que atinge o planeta é sem sombra de dúvidas o sol, uma energia quente a qual nossos olhos já se acostumaram.

Sol

Toda esta energia eletromagnética está situada entre a radiação infravermelha e a ultravioleta e só por isto pode ser captada pela nossa visão. E mesmo assim a visão humana não capta toda a gama de Energia Luminosa que se propaga a nossa volta. As ondas de luz que se traduzem em Energia Luminosa fazem trajetórias retilíneas ou curvas, dependendo do ambiente de sua incidência. E conforme as mais modernas teorias se propagam no vácuo.

Luz, um Fato Histórico

A luz e consequentemente a Energia Luminosa já eram estudadas desde as mais remotas eras. Já teorizavam e faziam uso dela os egípcios e depois os gregos. Mas a Energia Luminosa e suas fontes passaram a ser desvendadas e entendidas como ciência através dos estudos de Isaac Newton.

Estudos

De lá para cá pesquisas avançaram, descobertas foram feitas e um mundo de vantagens se abriu ao podermos controlar e utilizar para os mais variados fins a Energia Luminosa. Com o aprofundamento dos estudos científicos o homem descobriu que podia controlar e produzir parte da Energia Luminosa de que necessita, e que esta se mede por unidades conhecidas como amplitude, freqüência e a polarização.

Os Tipos

A Energia Luminosa pode ser incandescente ou luminescente. Os objetos que produzem radiação térmica, devido ao alto nível de aquecimento e tem esta radiação visível; são os incandescentes. O sol é o melhor exemplo deste tipo de Energia Luminosa e é imprescindível para a sobrevivência do planeta terra.

Fria

A Energia Luminosa também pode ser luminescente que é a emitida a frio. Esta é a energia das conhecidas lâmpadas frias, as econômicas ou mais corretamente fluorescentes. A energia luminosa fria também dá vida ao monitor do computador, a tela da televisão, os mostradores digitais.

Essencial

Fato é que sem Energia Luminosa não fazemos nada, não produzimos nada, a natureza não se desenvolve. A Energia Luminosa ocorre em toda a natureza, em seres vivos – bioluminescência- e em mais coisas do que se possa imaginar, já que é produzida pelo atrito dos elétrons, aquelas velhas conhecidas partículas dos átomos que todos estudamos na escola.

A Energia Luminosa no âmbito do consumo – aqui tratando-se da energia solar e a gerada por hidrelétricas – pode ser considerada como energia limpa, em oposição à energia gerada pela queima de combustíveis fósseis como o petróleo e a madeira.


Categoria(s) do artigo:
Projetos

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • verde é verde
    azul é azul
    bola na rede
    feijão com angú!

    abilio oliveira 6 de setembro de 2011 17:29
  • a pomba é o passarinho da paz
    e a mulher é paz do passarinho!

    samuel magueijo 6 de setembro de 2011 17:33
  • Uma pata, duas patas, três patas, quantas patas são? ? ? ? ? ?===

    Mário de Oliveira 10 de fevereiro de 2012 18:57
  • achei exelente a eplicação!

    valéria lisboa rodrigues 21 de fevereiro de 2012 16:38
  • nossa que massa isso ;; gostei muito … posta mais que eu goste. no fundoo do meu .s2. kk ;;)

    jacinto leite aquino rego 10 de novembro de 2012 15:11
  • EW ADORO EW ME AMARRO!!!!

    NomeRAQUEL MOREM 22 de novembro de 2012 13:19

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *