Como Funcionam e Para que Servem os Piscinões

As chuvas castigam severamente algumas cidades, devido à falta de planejamento adequado para recebê-la. Enchentes se tornam freqüentes e acarretam destruição e doenças. Para evitar essas tragédias, algumas cidades criam piscinões que serão responsáveis por garantir o correto escoamento da água. Existem vários modelos de piscinões para escoamento da água, com sistema de bomba ou de telas e comportas. Pacaembu, em São Paulo, é um exemplo de bairro que possui piscinão.

Piscinões

Veja como funcionam os piscinões:

1) O piscinão é criado em locais subterrâneos. Vários tubos de até quilômetros de comprimento servem para conectar esses enormes reservatórios.

2) Durante o período de chuvas, os bueiros recebem a água e a encaminham para o repositório subterrâneo. Neste repositório subterrâneo, são vário os meios utilizados para escoar a água para um rio próximo.

3) Em alguns piscinões, a água fica no reservatório temporariamente e é bombeada para um tanque gigantesco. Neste tanque, turbinas gigantes bombeiam a água para o rio mais próximo, a fim de evitar que a água suba para a superfície.

4) Alguns sistemas de piscinões simplesmente conectam o tanque subterrâneo a um rio ou local seguro de escoamento, através de tubos. Isso acontece quando o piscinão tem inclinação favorável ao escoamento comum.

Reservatórios

Curiosidades

Cada cidade ou país constrói o piscinão de acordo com as suas necessidades e características geográficas do local. Assim, cada piscinão possui particularidades interessantes. Veja algumas:

- O Japão possui o maior sistema de drenagem do planeta, cuja construção foi concluída em 2009. O piscinão japonês possui 5 reservatórios de água enterrados a 50 metros de profundidade e conectados por 6,4 km de tubos. Quatro destes repositórios recebem as águas dos rios que passam pela cidade Saitama, para que não transbordem. Toda esta água vai para um reservatório final, com a altura de duas estátuas do “Cristo Redentor” e 32 metros de diâmetro.

Toda esta água vai para um tanque de 340 mil m³. Para sustentar esta estrutura, são necessários 59 pilares, e cada um pesa 500 toneladas! O tanque é conectado a dez turbinas que escoam a água para outro rio, o Edogawa.O sistema de drenagem pode inclusive ser visitado nos períodos sem chuva.

- No Brasil, o maior piscinão fica em Mauá, em São Paulo. A capacidade de seu reservatório é de 800 mil m³ (equivalente a 320 piscinas olímpicas!), o suficiente para evitar problemas na região. Existem dois modelos principais de piscinão adotados aqui no Brasil: o subterrâneo que funciona com bombas e o piscinão a céu aberto, que causa problemas de saneamento e desvaloriza a região. No entanto, a própria população acaba inutilizando os piscinões, pois o lixo jogado nas ruas fica acumulado no fundo dos tanques e diminui a capacidade do reservatório.

Brasil

Andressa Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>