Planetas Anões Do Sistema Solar

Contextualizando

Provavelmente você se lembra que Plutão era um planeta e depois de deixou de ser. Isso se deu porque a palavra “planeta” era utilizada para descrever pontinhos de luz que estavam andando entre as estrelas que permaneciam imóveis no céu lá da Grécia Antiga.

Da Grécia Antiga para os dias de hoje a conceituação de planeta mudou bastante. Para se ter uma ideia até o século XVII o Sol e a Lua eram considerados planetas. No ano de 1930 um novo planeta foi descoberto, o polêmico Plutão. Logo que descoberto esse planeta entrou para a lista de planetas do sistema solar, porém, sempre gerou diversas discussões.

Planetas Anões Do Sistema Solar

Planetas Anões Do Sistema Solar

A Investigação Do Espaço e a Criação Dos Planetas Anões

Nos últimos tempos a humanidade desenvolveu muita tecnologia e a partir da década de 90 a observação do espaço ficou mais próxima e mais assertiva. Dessa forma foi possível conhecer muitos novos corpos celestes que ninguém nem imaginava que existia.

Um bom exemplo disso são os astros gelados do Cinturão de Kuiper, uma região do Sistema Solar que fica mais adiante dos planetas que se estende desde a órbita de Netuno. Nesse Cinturão estão reunidos os objetos que recebem o nome de KBO (Kuiper Belt Object).

No ano de 2005 os cientistas descobriram Éris, identificado como um KBO e que era pelo menos aparentemente maior que Plutão. No ano de 2006 a União Internacional de Astronomia (IAU) decidiu que seria necessário ter uma nova categoria e foi aí que nasceram os Planetas Anões.

A Investigação Do Espaço e a Criação Dos Planetas Anões

A Investigação Do Espaço e a Criação Dos Planetas Anões

O Que é Um Planeta Anão?

A classificação feita pelo IAU diz que um planeta anão é um corpo celeste que orbita o sol, que não é uma lua, tem massa suficiente para ser redondo e não tem a capacidade de limpar o entorno das suas órbitas. Basicamente um planeta anão é pequeno demais para conseguir alterar o ambiente que está no seu entorno.

Um planeta como a Terra tem essa capacidade de “limpeza” da sua vizinhança. Dessa forma Plutão, Éris e outros três planetas pequeninos passaram a ser chamados de planetas anões. Os cientistas acreditam que existem ainda mais uns 100 desses planetas anões para descobrir.

Planeta Anão Ceres

A descoberta de Ceres foi feita pelo astrônomo siciliano Giuseppe Piazzi no ano de 1801. Ele observou no céu um pequeno astro, aliás, o primeiro objeto descoberto do Cinturão de Asteroides (uma região do Sistema Solar localizada entre as órbitas de Marte e Júpiter).

Ceres nunca foi considerado um planeta, como Plutão, antes de se tornar um planeta anão em 2006, era considerado um asteroide. Algumas observações mais detalhadas com o Telescópio Hubble mostraram que Ceres tem várias semelhanças com planetas como a Terra e Marte.

Para começar esse planeta anão tem um interior de um material diferenciado, mais denso no núcleo e com minerais leves na superfície. Também existem indícios de que Ceres tenha água pura embaixo da sua superfície. O nome Ceres é bem apropriado uma vez que Ceres na mitologia romana é a deusa da colheita.

Planeta Anão Plutão

Plutão estava no grupo dos planetas “oficiais” desde a sua descoberta em 1930. Desde a sua descoberta causa discussões, pois alguns defendiam que ele era pequeno demais para ser um planeta e outros diziam que ele era um planeta sim. Seja como for no ano de 2006 ele foi “rebaixado” a planeta anão.

Imagem de Amostra do You Tube

Dentre os motivos de Plutão não ser mais um planeta está o seu tamanho reduzido, ele tem apenas dois terços do diâmetro da Lua da Terra e a sua massa é correspondente a apenas um sexto da massa do satélite. Para se ter uma ideia Plutão é tão pequeno que a sua maior lua, Charon, que foi descoberta no ano de 1978 tem quase metade do seu tamanho total.

Uma forma de acalmar os astrônomos ofendidos pelo rebaixamento de Plutão foi definir que todos os planetas anões que orbitam o Sol depois de Netuno serão chamados de “plutoides”.

Planeta Anão Haumea

Esse planeta anão é bem curioso para começar ele tem um formato bem estranho, quase que oval. Haumea tem quase o mesmo tamanho que Plutão, e é mais conhecido pelos seus giros ligeiros. Para se ter uma ideia o planeta anão gira tão rápido que acaba ficando com a sua forma estranha.

O Haumea é um dos objetos do Sistema Solar que tem a rotação mais rápida, em apenas quatro horas ele completa uma volta em torno do seu eixo. Porém, a translação do planeta anão é mais lenta, leva 285 anos para que ele completo a sua órbita em torno do Sol.

Uma curiosidade é que o nome desse planeta não deriva da mitologia grega, Haumea é uma deusa havaiana que é responsável pelos nascimentos e pela fertilidade.

Planeta Anão Makemake

Esse planeta anão foi avistado pela primeira vez em março de 2005 e recebeu o codinome de “Coelho da Páscoa”. Porém, depois que ele foi reconhecido oficialmente como um planeta anão passou a se chamar Makemake que é uma deusa da fertilidade na mitologia Rapanui (povo que habita a Ilha de Páscoa que fica no Oceano Pacífico, e que pertence ao Chile).

O Makemake leva 310 anos para completar uma órbita em torno do sol e astrônomos identificaram sinais de metano, etano e nitrogênio congelados na superfície desse planeta anão.

Planeta Anão Éris

Outro planeta que assim como Plutão foi rebaixado, porém, no caso de Éris a alegria durou pouco. A primeira vez que avistaram Éris foi em 2003 e no ano de 2005 a sua descoberta foi finalmente confirmada. Esse microplaneta foi o responsável por começar a discussão em torno de Plutão ser ou não ser um planeta.

Imagem de Amostra do You Tube

O nome Éris é uma referência a deusa grega da discórdia, o que o brevemente considerado 10° planeta do Sistema Solar gerou. No começo de todas as discussões os astrônomos acreditavam que Éris tinha o diâmetro maior do que Plutão. Porém, depois de observações mais detalhadas da NASA descobriu-se que provavelmente Éris é menor do que Plutão.

Esse planeta anão leva 557 anos para completar a sua órbita em torno do sol e é bem gelado, a sua temperatura varia entre -217ºC e -243ºC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>