Como Surgiram as Moradias

Pré-História

Os homens pré-históricos viviam ao ar livre, ou seja, sem uma casa para morar. Num belo dia eles perceberam que as grutas e cavernas poderiam ser boas alternativas para abrigá-los da chuva, sol intenso e também do frio. Esse abrigo poderia ainda servir para afastar o perigo de serem atacados por animais perigosos que estivessem à espreita.

Nesse primeiro momento as moradias não eram fixas já que o ser humano dependia da natureza para sobreviver. O homem permanecia onde poderia caçar, pescar, colher frutas enfim ter acesso a alimentos. Assim que as fontes de alimentos acabavam os homens pré-históricos se mudavam em busca de novas condições de sobrevivência.

Cavernas e Grutas – Primeira Moradia

As primeiras moradias foram cavernas e grutas que nada mais são do que grandes buracos nas rochas. Os animais já utilizavam esses espaços para se proteger de ameaças de outros animais maiores ou mesmo do frio e da chuva. Aliás, muitas vezes os homens pré-históricos precisaram afugentar os animais dessas cavernas e grutas para que pudessem utilizá-las.

A descoberta do fogo foi providencial nesse sentido já que passou a ser a principal forma utilizada para espantar os animais além de servir para deixar os ambientes mais iluminados e com isso mais confortáveis. Com o passar do tempo os homens perceberam que precisam se dedicar mais a criação de abrigos.

Novos Abrigos

Os abrigos construídos pelos homens pré-históricos passaram a ser feitos com materiais como folhas de árvores, ossos, galhos e palhas. Depois de algum tempo os homens descobriram que o barro também poderia ser um grande aliado na construção de abrigos melhores e foi devido a isso que apareceram as primeiras telhas e tijolos que até hoje utilizamos para construir nossas casas.

Cultivo

Outro fator que contribuiu para a evolução e maior dedicação a construção de suas casas foi o começo do cultivo. O homem entendeu que poderia ajudar a natureza a lhe prover alimentos através do plantio dos mesmos para repor aqueles que foram colhidos e consumidos. Com o cultivo realizado no local em que eles moravam passaram a se fixar num determinado local de forma a investir mais tempo na construção dos abrigos.

Além disso, o homem descobriu como domesticar os animais de maneira que eles passaram a lhes auxiliar na execução de algumas tarefas. De nômades (que estão sempre mudando de lugar) os homens da pré-história passaram a ser sedentários (que podem permanecer no mesmo lugar).

Conceito de Casa

A palavra casa é utilizada, hoje em dia, para designar o local em que as pessoas moram sozinhas, com pessoas da família ou com outras pessoas para dividir despesas. Uma casa pode ser um lar, alguns consideram assim. O que não se pode negar é que todo mundo precisa ter uma casa para morar, um lugar em que possamos dormir tranquilamente, nos alimentar, guardar nossos pertences, estar protegidos do sol e também das chuvas.

Contudo nem todo mundo tem uma casa própria tendo que alugar uma, aqueles que tem condições financeiras podem comprar ou financiar. Uma pessoa que possua mais de uma casa é considerada abastada uma vez que pode viver em uma e alugar as demais para pessoas que não podem comprar um imóvel próprio.

Infelizmente existem pessoas que não conseguem comprar e nem alugar uma casa por estarem desempregadas ou mesmo por não ganharem o bastante para tal. Devido a isso muitas pessoas acabam nas ruas, vivendo embaixo de pontes ou marquises de lojas. Não ter casa é um dos principais problemas sociais que existem atualmente e se trata de uma forma muito triste de viver já que não tem dignidade.

Os Tipos de Moradias Que Existem

Desde que os homens pré-históricos perceberam a necessidade de ter um local para se abrigar e se proteger o conceito de moradia evoluiu bastante. A seguir vamos falar um pouco sobre os tipos de moradias que existem. Nem toda casa é igual e fica necessariamente numa rua de asfalto.

Moradias de Palafita

Essas casas são construídas com madeira e são suspensas por estacas sobre águas de rios. Muitas pessoas têm esse tipo de moradia no Brasil em especial em regiões em que existem muitos rios como nos estados da Amazônia.

Moradias Barracos

Os chamados barracos são geralmente casas construídas em bairros de periferia que recebem a alcunha de favelas. São casas muito simples e que na maioria dos casos são feitas a partir de restos de madeira, papelão e em alguns casos até mesmo de isopor.

Moradias de Pau a Pique

As casas de pau a pique são bastante simples e na maioria dos casos são construídas em estradas que ficam próximas a cidades interioranas, chácaras ou sítios. As paredes dessas casas são feitas com barro e varas feitas a partir de árvores. O telhado de uma casa de pau a pique pode ser feito de varas e barro também ou então com palha. Tem algumas casas desse tipo que são feitas com telhas normais.

Moradias de Madeira

As casas de madeira podem ser bastante simples ou luxuosas, em geral são feitas com sua base de concreto e a sua parte interna bem como as paredes são feitas com madeira tratada. Esse tipo de casa é comum em locais cujo inverno é bem rigoroso uma vez que as suas paredes servem como um bom isolamento térmico.

Moradias de Alvenaria

A nomenclatura alvenaria é dado para casas que são feitas com cimento, tijolos e areia. As casas podem ser térreas ou mesmo sobrados tendo mais de um andar. Esse modelo depende das condições financeiras que a pessoa possui e de seu gosto pessoal.

Moradias em Condomínios

Os condomínios são basicamente terrenos que tem lotes vendidos para que as pessoas construam suas casas dentro deles. Atualmente, existem muitos condomínios de luxo em que além da casa a pessoa tem acesso a parques, praças, piscinas e muito mais.

Moradia – Apartamentos

Os apartamentos ficam em edifícios que em muitos casos possuem armações de ferro que servem para lhes dar sustentação e assim suportar o seu peso total. Na construção desses edifícios podem ser usados placas de concreto, areia e tijolos. Muitas famílias residem em prédios.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Noticias

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *