O Que São Monções?

Tradicionalmente definido como reversão sazonal do vento acompanhado por mudanças correspondentes à precipitação, mas agora é usado para descrever as mudanças sazonais na circulação atmosférica e precipitação associada com o aquecimento assimétrico de terra e do mar. Normalmente, o termo é usado para se referir à fase de chuva ao padrão de mudança sazonal, embora também exista fase seca conforme os padrões técnicos.

O termo foi usado pela primeira vez em Inglês na Índia Britânica (Bangladesh e Paquistão da atualidade) e os países vizinhos se referiam aos grandes ventos sazonais que sopram do golfo de Bengala e mar da Arábia, no sudoeste, trazendo pesadas chuvas à área. Os ventos de sudoeste de monção são chamados de “Nairutya Maarut” na Índia.

O Que São Monções?

O Que São Monções?

Um Pouco De História

Fortalecimento da monção asiática está associado ao soerguimento do planalto tibetano, após a colisão do subcontinente Indiano na Ásia, em torno de 50 milhões de anos atrás. Muitos geólogos acreditam que a primeira moção tornou-se forte há aproximados oito milhões de anos, com base em registros do Mar Arábico e o registro da poeira no Planalto de Loess, na China.

Fósseis de plantas na China e registros de sedimentos do Mar da China Meridional levaram ao momento da monção ao início da elevação tibetana. A hipótese traz amostragem concedida pelo Programa Integrado de Perfuração do Oceano.  A monção variou significativamente em força desde essa época, em grande parte associada à mudança climática global, especialmente o ciclo Pleistoceno das idades de gelo. O tempo do fortalecimento das monções na Índia de cerca aconteceu devido ao intervalo de fechamento da Indonésia.

Cinco episódios durante o Quaternário foram identificados como causas do enfraquecimento no atual sobre a temperatura da superfície do mar de campo no Oceano Índico, como a Indonésia, através de fluxos que aquecem o Oceano Índico de maneira geral. Assim, os intervalos reduziram gelo no Oceano Índico, influenciado intensidade da monção indiana. Não a possibilidade de redução da intensidade da monção de inverno indiano devido à redução da entrada de calor líquido ao Oceano Índico através da Indonésia.

Um Pouco De História

Um Pouco De História

Força De Impactos

O impacto da monção no inverno local é diferente conforme o lugar. Em alguns lugares, representa apenas tendência de ter chuva um pouco mais ou menos. Em outros lugares, quase semidesertos são transformados em pastos verdes vivos, onde todos os tipos de plantas e cultivos prosperam em níveis consideráveis.

A monção indiana transforma grandes partes da Índia a partir de uma espécie de semideserto em terras verdes. Em lugares como este é fundamental para os agricultores obter o tempo certo para colocar as sementes nos campos, sendo imprescindível a utilização de toda a chuva disponível ao cultivo.

Processo Das Monções

Em larga escala, monções são brisas marinhas que ocorrem quando a temperatura na terra é significativamente mais quente ou fria do que no oceano. Estes desequilíbrios de temperatura são causados porque os oceanos e terra absorvem o calor de diferentes modos. Para oceanos, a clima mantém-se estável, porque a água tem relativa alta capacidade de calor e por tanto a condução e convecção devem equilibrar aa superfície quente ou a fria com águas mais profundas (até 50 metros). Em contraste, sujeira, areia e rochas possuem menor condutividade térmica. Apenas podem transmitir o calor dentro da terra por condução e não convecção. O resultado é que as massas de água devem ficar em temperatura leve, diferente do clima terrestre variável.

Durante os meses mais quentes, o sol aquece as superfícies da terra e dos oceanos, mas a temperatura da terra sobe mais rápida. Desde que a superfície da terra é quente, os gases se expandem à área de baixa pressão que se desenvolve. Uma vez que o mar está a uma temperatura moderada, mantém uma pressão mais elevada do que em terra. Esta diferença de pressão faz com que a brisa do mar soprar da água para a terra, trazendo ar úmido.

Para completar o ciclo, o ar sobe à altitude maior sobre a terra e, então, flui de volta para o oceano. No entanto, ao levantar-se (e ainda sobre a terra) o ar esfria , o que diminui a capacidade de reter a água, causando precipitação sobre a terra. Esta é a razão pela qual as monções de verão causam grande quantidade de chuva sobre o solo.

http://www.youtube.com/watch?v=YXcsdAMgNII

No frio o ciclo é invertido. Desde que a terra esfria mais rapidamente do que os oceanos, então o ar sobre a terra tem maior pressão, causando brisa do mar à superfície e fluxo de terra ao oceano. Quando a umidade do ar se eleva sobre o oceano (para completar o ciclo), ela começa a esfriar, causando precipitação oceânica.

A maioria das monções de verão possui componente dominante ocidental e forte tendência para subir e produzir grandes quantidades de chuva (por causa da condensação do vapor de água no ar ascendente). A intensidade e duração, porém, não são uniformes, de ano para ano. Monções de inverno, por outro lado, possui componente dominante a leste e forte tendência a divergir, diminuir e causar seca.

Chuva similar é causada pelo ar húmido oceano e são levantadas para cima de montanhas, gerando o aquecimento da superfície, convergência na superfície, divergência em altitude ou a partir de tempestade produzidas a partir de saídas à superfície. No entanto, a elevação ocorre quando o ar arrefece, devido à expansão em baixa pressão, o que por sua vez produz condensação. Mesmo de forma mais ampla, agora é entendido que, no passado geológico, sistemas de monção acompanharam a formação de supercontinentes com seus extremos climas continentais.

África e Moções

A monção do oeste da África subsaariana é resultado das mudanças sazonais da Zona de Convergência Intertropical e das grandes diferenças sazonais de temperatura e umidade entre o Saara e a parte equatorial do Oceano Atlântico.  Moções migram para o norte do Atlântico equatorial, em fevereiro, atingindo o oeste da África, em seguida, voltando para o sul, no mês de outubro.

América Do Norte

Ocorre a partir de final de junho ou início de julho, originária sobre o México, se espalhando para o sudoeste dos Estados Unido. Ela afeta o México ao longo da parte Ocidental de Sierra Madre, assim como Arizona, Novo México, Nevada, Utah, Colorado, oeste do Texas e da Califórnia.

Artigo escrito por Renato Duarte Plantier

Imagem de Amostra do You Tube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>