Degradação Ambiental: Destruição do Meio Ambiente

A degradação ambiental é uma das principais preocupações do novo século, pois a destruição do meio ambiente resulta em vários problemas como mudanças climáticas, aquecimento global, extinção de espécies vegetais e animais entre outros fenômenos. Porém, mesmo com essa gravidade a degradação ambiental ainda não é totalmente compreendida e difundida.

Saiba mais sobre o que é a degradação ambiental e de que forma ela afeta o planeta. É importante conhecer a questão mais a fundo para tentar fazer a sua parte para salvar o planeta. O mundo que deixaremos para os nossos filhos é nossa responsabilidade então não feche os seus olhos diante desse problema.

O Que é Degradação Ambiental?

O sinônimo de degradar é destruir, dessa forma quando usamos a expressão degradação ambiental estamos falando sobre destruição. Trata-se de um processo de desgaste, estrago ou devastação do meio ambiente ou de um habitat. Os processos de degradação do meio ambiente se caracterizam por causar mudanças biofísicas do meio culminando em alterações da flora e da fauna.

É comum que esses processos causem prejuízos a biodiversidade, os graus de prejuízos são de diferentes intensidades. Conforme essas alterações vão acontecendo existe a perda de biodiversidade e qualidade do ambiente. A degradação pode ser o resultado de ações do homem ou mesmo de forças naturais.

Em grande parte dos casos a degradação está ligada a poluição que é de responsabilidade do homem. Isso não impede que a própria natureza através de meios naturais cause alterações em ecossistemas.

O Papel da Poluição na Degradação Ambiental

A poluição existe desde os tempos pré-históricos, conforme a humanidade foi evoluindo os métodos e processos de poluição foram se modificando e ganhando proporções cada vez maiores. A poluição ganhou status de problema depois da Revolução Industrial e a instauração do capitalismo como sistema econômico vigente.

Foi a partir da evolução dos meios de produção que a poluição passou a fazer parte da agenda de problemas enfrentados pelo meio ambiente. Nosso planeta nunca esteve preparado para receber o impacto das indústrias nem mesmo da urbanização e do consumismo que apenas aumenta.

A vida moderna é a grande responsável por grande parte dos problemas ambientais. As indústrias assim como a urbanização das cidades acarretaram em diversos problemas para o meio ambiente como, por exemplo, o acúmulo sem fim de lixo, quantidade de esgotos, emissão de gases do efeito estufa, poluição das águas e desmatamento.

Degradação Ambiental e Perda de Biodiversidade

Uma das consequências mais terríveis da degradação ambiental é a perda de biodiversidade. Quando os ambientes são destruídos as espécies perdem os seus habitats e assim acabam perecendo. Muitas espécies animais estão desaparecendo porque não tem o seu bioma para se alimentar e reproduzir.

Espécies vegetais também desaparecem devido a problemas ambientais criados pelo homem como a poluição, por exemplo. Quando um ambiente passa por alterações biofísicas deixa de oferecer as condições necessárias para as espécies que nasceram e se estabeleceram por lá.

O homem pode fazer a sua parte não poluindo o meio ambiente, pois por mais que seja possível ocorrer a degradação ambiental por meios naturais o homem contribui e muito para esses processos. As consequências dessa destruição sem fim são bastante ameaçadoras para a humanidade e para o planeta.

Consequências da Degradação Ambiental

Desertificação

Degradação

Degradação

Uma das mudanças mais significativas pelas quais um ambiente pode passar é a mudança das características do seu solo. Quando existe o manejo inadequado de culturas e o uso em excesso de fertilizantes bem como a destruição da cobertura vegetal ocorre um fenômeno conhecido como desertificação.

Pesquisas apontam que cerca de 15% da superfície do planeta se encontra sob a ameaça de desertificação em algum grau. Dentre as áreas mais afetadas pelo problema estão o oeste da América do Sul, o sul da África, o nordeste do Brasil, a Ásia Central, o Oriente Médio, a Austrália, o noroeste da China e o sudoeste dos Estados Unidos. O processo de desertificação é diferente do processo de progressão natural dos desertos.

A desertificação é o resultado da degradação do solo, isso faz com que este solo fique estéril. Em geral esse problema é causado pelo desmatamento de áreas muito extensas de floresta, devido a mineração descontrolada e também a agropecuária. Todas essas atividades destroem a cobertura vegetal natural do solo o que faz com que o terreno se torne arenoso e impermeável.

É possível reverter o processo de desertificação em andamento, porém, para isso é necessário ter vontade, engajamento e recursos financeiros abundantes.

Efeito Estufa

Destruição

Destruição

A temperatura do planeta é mantida pelo carbono que está presente na atmosfera. O aquecimento da Terra é feito através de radiações infravermelhas que são emitidas pelo sol numa temperatura de -27°C. As radiações que chegam a superfície da Terra são refletidas para o espaço.

A função do carbono é criar um tipo de redoma de proteção que faz com que parte dessas radiações permaneçam enquanto outras são refletidas para a superfície. Dessa forma existe um aumento de 43°C na temperatura média do planeta o que resulta numa temperatura por volta de 16°C.

Sendo assim se não houvesse o carbono presente na atmosfera a superfície da Terra seria coberta pelo gelo. Mas, como tudo em excesso também não é bom quando existe muito carbono na superfície as radiações infravermelhas acabam ficando presas e causando o chamado efeito estufa.

O efeito estufa implica em temperaturas mais altas que acabam reduzindo ou mesmo desfazendo totalmente as calotas de gelo presentes nos pólos. Boa parte desse problema é o resultado da queima da cobertura vegetal que é feita nos países subdesenvolvidos além é claro da queima dos combustíveis fósseis como o petróleo.

Caminhos Possíveis

A degradação ambiental é uma realidade no planeta todo e os problemas causados por esse processo de destruição são bastante graves. É importante que o homem compreenda o poder que tem para melhorar o que ainda nos resta.

Reduzir a destruição das florestas é o primeiro passo para evitar novas consequências que num dia de um futuro nem tão distante pode causar o fim da possibilidade de vida na Terra. Um problema que pode ter uma solução bem simples, basta querer reverter esse quadro.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *