Bioma Marinho: O Que é?

Nosso planeta possui alguns biomas que são de extrema importância para o meio ambiente e também para nós. O Bioma marinho é um desses e seus mais de 3,5 milhões de quilômetros quadrados guarda uma infinidade de belezas que vale a pena conhecer mais de perto. A cada dia também, esse bioma vem crescendo em importância e ganhando mais visibilidade da população em geral.

É sabido de todos que grande parte do que compõe o nosso planeta deve viver em harmonia para que consigamos ter um meio ambiente mais saudável e benéfico para todos os seres vivos, com isso, conhecer alguns detalhes do bioma marinho, que é um dos mais importantes do mundo de acordo com muitos especialistas, é muito importante para que consigamos coexistir com as mais variadas formas de vida.

Mesmo com essa extensão toda, somente 1,6% do bioma marinho está protegido contra destruição. O governo do nosso país, inclusive, se comprometeu em 2010 com as Metas de Aichi, que vamos conhecer mais abaixo, assim como saber alguns detalhes de extrema importância desse bioma. O bioma marinho é hoje o maior bioma do mundo e a ciência que estuda esse bioma é conhecida como biologia marinha. Conhecer sobre as espécies de vida, clima e tudo mais faz toda a diferença na hora de estudar alguns fenômenos da natureza e alguns acontecimentos ao redor do mundo.

Metas de Aichi

As Metas de Aichi que citamos mais acima, trata-se da definição além de outros casos, que até o ano de 2020 todas as nações signatárias devem ter pelo menos 10% de todas as suas zonas econômicas exclusivas, também chamadas de ZEE com a proteção devida.

A ideia de realizar essas metas começou durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento ou como ficou popularmente mais conhecida essa ocasião a ECO que aconteceu no ano de 1992. Nessa época as Metas de Aichi foram adicionadas ao que tinha sido estabelecido antes na Convenção da Diversidade Biológica

As Zonas Econômicas Exclusivas são na verdade todas as áreas onde existem águas territoriais e onde o país possui soberania por completo e dessa forma, pode realizar a exploração comercial com exclusividade e também como achar mais apropriado e claro, mantendo o bioma sempre eficiente.

Mesmo com as metas lançadas Marcelo Cavallini, coordenador do Programa de Criação de Unidades de Conservação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade o ICMBio já defendia a ideia de que essa porcentagem de 10% é possível de se alcançar em 7 anos e não em 10, o que seria muito melhor para o país. Isso aconteceria de forma mais ágil, se o governo conseguisse harmonizar alguns interesses de diferentes setores econômicos.

O que é Bioma

O bioma é um conjunto de diferentes ecossistemas e que possuem um certo nível de homogeneidade. Os ecossistemas são o conjunto de todas as comunidades que vivem em uma determinada região e que interagem entre si.

O nome “Bioma” vem de bios que significa via e oma que significa massa ou grupo e essa denominação ganhou o conhecimento das pessoas a partir de 1943 quando Frederic Edward Clements definiu pela primeira vez o que era um bioma. Hoje a definição de bioma tem mudado constantemente a cada ano e de acordo com cada autor.

Clima do Bioma Marinho

O bioma marinho é tão importante para o nosso planeta por ser o maior de todos. Por ser grande ele também será bem rico de todas as formas e com uma diversidade incrível, inclusive de climas.  Essa média de temperatura e as características climáticas é um dos detalhes de mais importância do bioma marinho. Isso se dá o fato do bioma marinho ser muito importante para o nosso planeta e acaba influenciando os outros biomas.

A média de temperatura do bioma marinho é de 39F mas existe uma variação tão grande desse número, pois seu tamanho é muito extenso e acaba não tendo como definir um clima certo. O Equador é o ponto onde a temperatura se encontra em seu mais alto grau pois é justamente nessa região que os raios do sol estão mais diretos e portanto aquecem mais o ambiente. Da mesma forma, as regiões polares é onde você vai encontrar o nível mais baixo dessas temperaturas.

Influência do Clima do Bioma Marinho

Por ser muito grande, o bioma marinho é composto por diversos climas, como podemos perceber mais acima e por esse motivo as diversas formas de vida presentes nesse território precisaram criar diversas formas de adaptabilidade para conseguirem sobreviver, principalmente se são constantemente transportados de uma região para outra.

As correntes marinhas e as marés são de total importância para esse bioma pois é através destas que os animais e as plantas se transportam de um lado para o outro desse bioma e dessa forma, conseguem manter-se em um clima mais ideal para a sua sobrevivência, já que como sabemos os climas são bem diferentes eles precisam dessa mobilidade para manterem-se no clima ideal para cada um deles.

O clima do bioma marinho ainda age diretamente sobre o clima terrestre, como podemos perceber pelos furacões ou os tsunamis que têm acontecido com muita frequência nos dias de hoje. Da mesma forma, os fenômenos da terra influenciam diretamente no bioma marinho, como acontece por exemplo com os ventos que sopram sobre os oceanos e em grande escala de evaporação.

Composição do Bioma Marinho

O bioma marinho abrange em toda a sua extensão, os cinco oceanos do nosso planeta, que é o Oceano Pacífico, Oceano Atlântico, Oceano Ártico, Oceano Índico e no Oceano Austral e além desses, outras faixas de águas de grande importância como baías, mares e golfos.

Consideramos espécies do bioma marinho todos os animais e as plantas marinhas que estão presentes na extensão do território abrangido por este. Lembrando que são considerados parte desse bioma apenas as espécies de seres vivos que moram nessa região e isso já abrange um número gigantesco, imagine, então se ainda fossem incluídos nessa lista, os seres que sobrevivem de forma indireta como nós seres humanos, esse número seria ainda bilhões de vezes maior.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • muito educativo e com muitos detalhes ,eu só acho que se uma criança for fazer um trabalho ela vai ter que resumir isso

    Nicolas Warne 23 de Abril de 2014 12:39

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *