Lei Resíduos Sólidos

No mundo tecnológico em que vivemos hoje, onde nos deparamos dia após dia com diversos aparelhos eletrônicos, às vezes nos perguntamos o que é feito desses aparelhos depois que eles derem defeito e não funcionarem mais, muitas pessoas optam por jogar esses aparelhos no lixo comum, que é um grande erro. As pessoas precisam estar conscientes de que esses aparelhos super tecnológicos, quando não estiverem mais funcionando eles se tornam lixo eletrônico que não podem ser misturados ao lixo comum e nem jogados nas ruas, pois, é preciso um mínimo de educação, para ensinar as pessoas como se livrar dos resíduos sólidos foi criada uma lei que vigora por todo o Brasil.

Lei Resíduos Sólidos

Lei Resíduos Sólidos

A lei resíduos sólidos foi sancionada no dia 2 de agosto de 2010, pelo presidente em exercício na época, Luis Inácio Lula da Silva, através de um decreto no dia 23 de dezembro, nesse mesmo dia a lei passou a valer no país inteiro. De acordo com a nova lei, as fábricas, importadoras, distribuidoras e até os comerciantes são responsáveis pela a trajetória de vida dos produtos eletrônicos, sem falar que os consumidores e os órgãos públicos também tem obrigações em relação ao destino dado para o lixo eletrônico. Para quem for inteligente com certeza seguirá essa lei a risca, pois, quem a descumpri-la, dependendo das infrações a multa pode ser de 500 reais até 10 milhões de reais. Para os que não sabem o que é lixo eletrônico, saibam que são peças e partes de celulares, computadores e demais eletrônicos, que depois de certo tempo de uso, se tornam um lixo muito perigoso que além de prejudicar as pessoas ainda maltratam o meio ambiente. Com a lei resíduos sólidos, o governo obriga todos os departamentos responsáveis pela a criação e utilização dos aparelhos, que vão desde as indústrias até o consumidor, todos são obrigados a respeitar a lei procurando dar um destino ao lixo, e para que isso seja feito de maneira correta é necessário optar pelas as coletas seletivas para devolver os produtos as indústrias, o importante é que a devolução dos produtos eletrônicos precisa seguir algumas regras de separação, acondicionamento e descarte.

Lei Resíduos Sólidos

Lei Resíduos Sólidos

Os usuários, caso não cumpram a lei resíduos sólidos receberão uma advertência e se repetirem o erro serão obrigados a pagar uma multa entre 50 e 500 reais. Com essa lei o Brasil avançará ainda mais em seu desenvolvimento, pois, todas essas regras já existem em outros países e continentes mais evoluídos, como a Europa que está muito a frente do Brasil em relação ao correto fim que precisa ser dado aos aparelhos eletrônicos.

Lei Resíduos Sólidos

Lei Resíduos Sólidos

É muito importante que as empresas invistam em campanhas publicitárias para ensinar a seus consumidores como deve se livrar corretamente desse tipo de produto. Portanto se quer cuidar do planeta Terra, precisa primeiro dar atenção ao meio ambiente, pois, ele é o mais prejudicado, caso esses resíduos sólidos sejam despejados nele, porque os aparelhos eletrônicos são muito tóxicos, por isso o melhor a fazer é procurar uma forma de enviar seu lixo eletrônico para alguma indústria que possa reutilizá-lo ou reciclá-lo, sem falar que evita ter que pagar multas altíssimas ao governo, então tente seguir as regras da lei resíduos sólidos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Desenvolvimento Sustentável

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • gostei dessa materia,tanto que vou enviar para meus amigos.

    fatima 31 de Março de 2012 6:03

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *