Atitudes Ecologicamente Corretas para Cidadãos

O mundo precisa da ajuda de empresas, cidadãos e gestão pública no sentido de melhorar as condições ambientais. Caso as atitudes da maioria do povo não mudar existem chances do globo terrestre entrar em ciclo de extinção da fauna e botânica, o que resulta de forma direta à sobrevivência do homem que pode se encontrar sem água limpa para beber ou alimentos para comer, dois pontos vitais da vida.

Cuidados com a Água

O mundo sofre por causa do problema de água. Locais que estão distantes de fontes naturais com H2O viável ao consumo humano trazem pessoas que precisam pagar caro para ter o recurso natural ao andar longos quilômetros em busca dos recursos naturais. Nação brasileira está entre os países com maior número de bacias hidrográficas ideais para o consumo interno. Porém, também representa a campeã entre práticas que degradam o ambiente ao ponto de prejudicar os próprios rios.

O problema que acontece nas cidades resulta em danos nos centros vegetais isolados das grandes populações. A atmosfera carrega para locais distantes os gases quentes que a Terra não consegue lançar para o universo, fato que pode gerar as queimadas naturais, responsáveis por destruir partes importantes do bioma. Quando a dona de casa despeja óleo na pia depois da fritada está ao mesmo tempo lançando veneno que corre aos esgotos até chegar o rio na fase final do ciclo de abastecimento de água.

Economizar água também consiste em parte importante nos cuidados com esse recurso natural que perde a capacidade de se renovar com o aumento da degradação ambiental. Aumenta o número de programas do governo federal com objetivo de educar as famílias brasileiras sobre o uso correto do H2O.

Respeitar o Ecoturismo

Especialistas do setor de turismo apontam que o ecoturismo se encontra em ascensão entre as outras modalidades turísticas. Depois do ECO92 as preocupações do governo nacional aumentaram também no sentido de limitar. Parques Nacionais foram isolados da visita pública tradicional, disponíveis apenas ao público especialista.

Em zonas de mata cuja visita do povo pode acontecer existem conjunto de regras de etiqueta para quando estiver na natureza. Por exemplo, ao acampar retire a sujeira que deixar no caminho para não provocar modificações estranhas no ecossistema da região. O silencio também consistem em regra a ser seguida quando visitantes visitam a natureza.  Respeite os locais nos quais estão proibidos o tráfego de veículos motorizados, o barulho assusta espécies de animais e vegetais em extinção.

Sujeira no Solo

Existem diversos problemas que podem acontecer por causa da sujeira no solo. Com o aumento da poluição há chance de o solo ficar pobre ao ponto de acontecerem grandes deslizamentos de blocos terrestres em morros que podem ter moradores, por consequência aumenta a tragédia com o número de habitantes que poluem a terra, em principal quando a chuva retira a pouca consistência da terra.

Não se pode ignorar o fato dos danos que a constante sujeira traz aos solos dos aterros sanitários. Caso o governo aposte na revitalização do solo, além de excesso de gastos com dinheiro, também deve esperar a ação de tempo por tempo indeterminado. Nesse sentido, evitar a sujeira no solo representa em outro ponto a se considerar entre as regras e atitudes corretas de forma ecológica.

Reciclagem: Atitudes Corretas de Forma Ecológica

A reciclagem consiste em outro ponto que deve existir nos calendários de quem deseja ter na vida conjunto maior de atitudes que objetivam salvar o meio ambiente. A coleta seletiva representa ponto a se considerar no bairro ou dentro dos condomínios. Caso não exista, procure a prefeitura para saber quais os procedimentos, no caso de prédios residenciais a incumbência fica por conta de síndicos (as).

Moradores contam com a regra ambiental que favorece no sentido de diminuir o número de pilhas e baterias nos aterros sanitários na cidade com maior população no Brasil. Em São Paulo consumidores podem fazer o descarte nos centros comerciais em que fizeram a compra. Donos do comércio fazem contato com as empresas que fabricaram as fontes de energia, empreendedores recolhem para o reuso ao invés de produzir novas embalagens tóxicas.

Consumidores que desejam respeitam o meio ambiente não podem sequer pensar em comprar pilhas piratas. Além das maiores chances de danificar o sistema do equipamento eletrônico, também não há local para fazer o descarte de forma correta. Por consequência o material segue aos aterros para ficar por tempo indeterminado lançando gases poluentes à atmosfera e gerando o aumento do efeito estufa.

Especialistas apontam que materiais eletrônicos estão na lista entre materiais com maior dificuldade de se decompor na atmosfera. Quando for fazer a compra uma boa saída para o bolso está em investir nas unidades usadas de vendedores que possuem confiança em termos de mercado. Caso esteja com o equipamento quebrado pode valer a pena no custo benefício arrumar e depois vender. Se os custos são caros ao extremo, então a saída está em encaminhar para os centros de reciclagem que aceitam materiais do gênero, como o Museu do Computador, em São Paulo.

Plantar: Urbanismo Ambiental

As crianças precisam de educação ambiental desde os primeiros anos de vida para quando adultas não se esquecerem de colaborar com o urbanismo sustentável ao plantar árvores e ruas em canteiros que se estabelecem em meio ao concreto. O urbanismo sustentável consiste em realidade que deve ter apoio do povo. Governo também precisa investir em atitudes corretas de forma ecológica ao construir maior número de parques públicos para melhorar o clima e aumentar as chances da população ter lazer saudável, ao lado da natureza.

Usar o Carro: Atitudes Ambientais

Não use o carro para trafegar dois quilômetros, faça o percurso a pé e ganhe em níveis saudáveis no organismo de forma geral. Ligar o automóvel por poucos segundos consiste no método que prejudica o motor. O uso da bicicleta ao trabalho pode ser interessante a manter o físico e chegar com maior vigor para exercer as atividades profissionais, apenas se certifique de existir chuveiro. Quem faz academia perto do escritório pode tomar banho no vestiário.

Artigo Escrito por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Desenvolvimento Sustentável

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *